Apple começa a pagar € 13 bi em impostos à Irlanda


mapa-engrenagem-dinheiro-grafico-ideia-lampada-03A Apple concordou em começar a pagar € 13 bilhões em impostos atrasados ao governo irlandês dentro de semanas, em reparação ao que as autoridades da área de defesa da concorrência da União Européia disseram ter sido anos de acordos tributários que representavam auxílios estatais ilegais. A primeira transferência começa no mês que vem e até setembro serão pagos € 1 bilhão em parcelas.

Embora Dublin e Apple ainda rejeitem a decisão de Margrethe Vestager, comissária de defesa da concorrência da UE em 2016, o acordo para começar os pagamentos marca um divisor de águas no maior caso de repressão em toda a Europa contra as práticas fiscais das empresas de tecnologia norte-americanas.

Os reembolsos da Apple serão retidos em uma conta de garantia, enquanto a empresa e o governo irlandês continuarão com suas apelações nos tribunais da UE.

A decisão de Vestager de que a Apple foi ilegalmente ajudada por meio de um esquema fiscal irlandês indisponível para outras empresas azedou as relações transatlânticas e forçou a Irlanda a reformular suas políticas fiscais favoráveis aos negócios.

O acordo foi assinado hoje, 24, em Dublin entre a Apple e Paschal Donohoe, o ministro das Finanças irlandês. O dinheiro será investido por gestores de ativos internacionais em um esforço para garantir um retorno financeiro para o grupo baseado na Califórnia, caso os recursos do tribunal sejam bem-sucedidos e os fundos sejam devolvidos. (Com noticiário internacional)

Anterior Pressão pela proteção de dados pessoais leva Facebook e YouTube a removerem contas e vídeos
Próximos Anatel faz reunião extraordinária para deliberar sobre o TAC da Telefônica nesta quarta