Apple admite que mapa está abaixo do padrão de qualidade da companhia


A Apple finalmente divulgou nesta sexta-feira (28) uma carta oficial para falar sobre os problemas do aplicativo de geolocalização lançado juntamente com o iPhone 5, no último dia 12 de setembro. Nela, o CEO substituto de Steve Jobs, Tim Cook se desculpa e admite “nós trabalhamos para criarmos produtos de classe mundial que oferecem a melhor experiência possível aos nossos clientes. Com o lançamento do nossos novos mapas na semana passada, falhamos neste compromisso”, declarou em carta.

O CEO ainda se disse extremamente triste diante da frustração que o lançamento do produto gerou em seus clientes. O sistema de geolocalização da Apple comete uma série de erros ao localizar lugares, está em várias línguas e ignora, por exemplo, rotas utilizando transporte público.

O executivo justificou a substituição do aplicativo de geolocalização do Google pelo desenvolvido na casa como uma necessidade, para agregar novas funcionalidade. O executivo informou que 100 milhões de dispositivos iOS já utilizam os novos mapas da Apple. Em pouco mais de uma semana, os usuários já buscaram quase meio bilhão de locais e acrescentou: “quanto mais nossos clientes utilizam os nossos Mapas melhor ele vai ficar e nós agradecemos muito todos os comentários que temos recebido de vocês”.

Tim Cook ainda sugeriu alternativas aos usuários descontentes enquanto a Apple melhora o sistema de mapas. As alternativas seriam: o Bing, MapQuest e o Wave, além do Google direto no browser. 
 

O fato de Cook ter lançado um produto antes desse ter chegado ao estado da arte, como eram considerados os lançamentos do fundador da Apple, Steve Jobs, causa quesionamentos sobre o futuro da companhia. (Da redação)
 

Anterior Começa segunda etapa da seleção de voluntários para medir banda larga
Próximos Simplificação de planos é principal alteração proposta ao regulamento do SMP