Apesar de vendas menores, Nokia registra lucratividade maior em redes


As vendas líquidas do negócio de rede somaram 2,3 bilhões de euros, queda de 17% na comparação ano a ano. As vendas de soluções e equipamentos de rede para a América Latina, em valor, foram 28% menores no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2013.

A Nokia, que recentemente concluiu a venda da divisão de dispositivos móveis para a Microsoft, apresentou nesta terça-feira (29), o resultado operacional e financeiro do negócio no primeiro trimestre de 2014. Apesar da queda de 15% nas vendas líquidas no período, para as operações continuadas, em comparação com o mesmo período de 2013, a companhia, que comprou o negócio de redes após o fim da joint-venture com a Siemens, registrou lucro operacional de 242 milhões de euros, ante prejuízo de 30 milhões de euros no primeiro trimestre de 2013.

As vendas líquidas do negócio de rede somaram 2,3 bilhões de euros, queda de 17% na comparação ano a ano. As vendas de soluções e equipamentos de rede para a América Latina, em valor, foram 28% menores no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2013. A companhia informou que a vertical foi impactada pela desvalorização do câmbio em diversos países, e pelo desinvestimento em algumas áreas. No caso da América Latina, a Nokia mencionou o controle de gastos das operadoras como fator adicionou para a queda das vendas.

As vendas líquidas de sistema de geolocalização HERE foram 3% menores na comparação ano a ano, fechando o primeiro trimestre do ano em 209 milhões de euros.

Operações consolidadas
As vendas líquidas reportadas de toda a operação, incluindo as descontinuadas, somaram 2,66 bilhões de euros. O lucro operacional foi de 242 milhões de euros. A companhia registrou prejuízo líquido de 229 milhões de euros no primeiro trimestre.

Anterior Governo e radiodifusores divergem sobre interferência entre TV digital e banda larga 4G
Próximos Jabil anuncia nova unidade de manufatura para eletrônicos