Apesar de crescimento na base de usuários móveis, AT&T tem prejuízo


A AT&T divulgou na noite de ontem (27) seus balanços financeiros trimestral e anual. Nos três últimos meses do ano, a operadora norte-americana, que no Brasil controla a Sky, teve prejuízo líquido de US$ 4 bilhões. Um ano antes, a empresa havia registrado lucro de US$ 6,9 bilhões no mesmo período.

O prejuízo foi causado por aumento das despesas, que dobraram em um ano, alcançando US$ 40 bilhões. A maior parte das perdas foram resultado de depreciação de ativos, vendas e serviços administrativos. A receita da companhia cresceu 3,8% no período, atingindo US$ 34,4 bilhões.

A área de telefonia móvel se destacou. Cresceu 7,7% em faturamento (US$ 15, bilhões), graças ao aumento do consumo de dados. Segundo a companhia, o consumidor utilizou 18% mais dados que um ano antes. No trimestre, a empresa contraiu 1,9 milhões de usuários móveis, quase metade deles, pós-pagos. A receita por usuário diminuiu 10,7% e o churn no pós-pago cresceu para 1,22%. Os serviços de telefonia fixa obtiveram receita de US$ 14,6 bilhões, permanecendo praticamente estável (crescimento de 0,4%).

Resultados no ano
A empresa viu o lucro do ano encolher para US$ 6,2 bilhões. Em 2013, foi registrado ganho de US$ 18,2 bilhões. A receita anual cresceu 2,7%, para US$ 132,4 bilhões. As despesas operacionais, em compensação, subiram de US$ 98,3 bilhões para US$ 120,7 bilhões.

 

Anterior Google vai ampliar sua rede de fibra óptica nos EUA
Próximos Governo admite uso de dados pessoais com dispensa de consentimento