Apesar de conectado, brasileiro gasta menos com apps que usuários de outros países


Informações publicadas nesta semana pela consultoria App Annie sobre o mercado global de aplicativos mostram que o Brasil é um país “mobile first”, em que há mais conectados por dispositivos móveis do que por qualquer outro método. Mostra também que passamos muito mais tempo navegando em apps do que a maioria das pessoas de outros país. Mas também  demonstra o baixo interesse do consumidor em meter a mão no bolso.

Embora passemos tanto tempo online no celular sejamos o terceiro país onde mais se faz download de aplicativos, atrás de apenas de China e Índia, ainda gastamos pouco dinheiro para comprar os programas de smartphone, na aquisição de bens digitais (“in app purchases”) dentro dos aplicativos, ou mesmo com a assinatura de serviços, se comparados com usuários de outros países.

O mesmo relatório aponta que a receita média por usuário aqui é baixa. Coreia do Sul, Japão, China, Canadá, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha, França e Rússia: todos esses países apresentam uma receita média por usuário de app maior que a vista no Brasil.

Na Coreia do Sul, os usuários aceitam gastar mais dinheiro com apps, especialmente games. O país liderou o índice de receita média por usuário (que normalizou moedas para se fazer uma comparação entre diferentes mercados). Ali, o jogo que mais faturou no ano teve índice de ARPU acima de 50. A média do mercado sul-coreano ficou em cerca de 13.

Games de maior sucesso

Os jogos eletrônicos continuam a ser o principal negócio no mercado de aplicativos. Nenhum segmento tem tantos downloads ou movimenta tanto dinheiro no celular como o de games. Segundo a App Annie, 1.121 jogos registraram gastos acima de US$ 5 milhões por parte dos usuários, 17% mais que em 2017.

Chamou a atenção, porém, o crescimento dos jogos com faturamento acima de US$ 100 milhões. Estes aumentaram para 140, ante 116 em 2018 e 88 em 2017. Os dados levam em conta tanto o sistema Android, como o iOS.

A consultoria listou os jogos que mais fizeram sucesso em diferentes países. No Brasil, o jogo mais baixado de 2019 foi Run Race 3D. Também elencou os jogos de maior receita. Por aqui, foi o Free Fire.

Anterior Brasileiro passou 3h45 por dia usando aplicativos em 2019
Próximos Oi conecta a estação brasileira reinaugurada na Antártica