Apenas 27% das crianças brasileiras já usaram a internet


Crianças de cinco a nove anos em todo o território brasileiro têm acesso à internet ainda inferior ao uso do computador. É o que aponta a Pesquisa sobre Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação por Crianças no Brasil — TIC Crianças 2010, realizada pelo Centro de Estudos sobre Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), ligado ao CGI.br. A pesquisa revelou que 51% das crianças já usaram um computador e somente 27% declararam ter usado a web.

O local onde as crianças acessam a internet apresenta algumas especificidades: enquanto o domicílio é o local de acesso mais mencionado entre as crianças residentes em áreas urbanas no país (48%), nas áreas rurais, o mais citado é a escola (52%), o que pode refletir a menor proporção no uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros localizados nas zonas rurais.

Em termos de aquisição de habilidades relativas às TIC, 20% das crianças usuárias de computador afirmaram ter aprendido parte de suas habilidades sozinhas. Apesar da importância dos familiares no processo de aquisição de habilidades, o professor desponta como o mais mencionado pela criança na soma entre áreas urbanas e rurais, o total Brasil (37%).

“Vale lembrar que há diferenças entre área urbana e rural: na área rural, os professores ganham ainda mais relevância e a proporção de crianças que declaram aprender sozinhas a usar as TICs é menor, 14%, enquanto em áreas urbanas esse indicador é de 21%”, declara Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br.

Jogos online (90%) e busca de informações para a escola (45%) são as atividades mais citadas entre as crianças de cinco a nove anos que acessam a web, servindo para elas como porta de entrada para o uso das TICs. Os dados revelam que as crianças também estão presentes nas redes sociais: 29% das que já usaram internet estão no Facebook ou Orkut. Além disso, 25% trocam mensagens instantâneas e 10% declaram enviar e-mails.

Mais da metade das crianças de cinco a nove anos (59%) afirmou já ter usado um aparelho celular. Em áreas urbanas essa proporção é de 61%, enquanto na área rural é de 48%. Entre as que já usaram celular, a proporção das que o fazem para fazer ligações (64%) é inferior às que utilizam o aparelho para jogos (84%).

A pesquisa revela que 21% dos pais ou responsáveis por crianças de cinco a nove anos que usaram Internet nos três meses anteriores à pesquisa não controlam nem restringem o uso que os filhos fazem da Internet.  Entre os que o fazem, enquanto 40% conversam para orientar seus filhos sobre o uso da Internet, 15% afirmou bloquear websites como forma de controlar o uso das crianças.

Grande parte das crianças utiliza a internet sozinha (39%), seguida pelo uso com a mãe (35%), com parentes (29%), na escola com os professores (28%), com os amigos (25%) e com o pai (18%). “É importante ressaltar que a mediação no uso das TICs é fundamental para que a criança aprenda a navegar de forma segura na internet e possa usufruir das suas oportunidades”, completa Barbosa. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Net lança novos canais HD
Próximos Telecomunicações são os maiores custos na construção da rede inteligente de energia