Antes do registro da oferta de compra, Sonaecom quer um plano de recuperação da Portugal Telecom.


O conselho de administração (C.A.) da Sonaecom quer que a comissão executiva da empresa apresente um plano de recuperação operacional da Portugal Telecom (PT) antes de avançar com o registro da oferta pública de aquisição (OPA). Esta será uma das bases para o conselho decidir sobre a contrapartida oferecida pela PT. O objetivo do C.A., …

O conselho de administração (C.A.) da Sonaecom quer que a comissão executiva da empresa apresente um plano de recuperação operacional da Portugal Telecom (PT) antes de avançar com o registro da oferta pública de aquisição (OPA). Esta será uma das bases para o conselho decidir sobre a contrapartida oferecida pela PT. O objetivo do C.A., com o pleito, “é reverter a degradação dos indicadores da PT”, segundo informou ao Diário de Notícias um executivo da Sonaecom.

Entre os argumentos para justificar o pedido do plano de recuperação, o C.A. da Sonaecom inclui análises financeiras de instituições internacionais, que apontam para um preço-alvo mais de um euro abaixo da oferta feita pela Sonaecom, de 9,5 euros por ação da PT. Neste momento, avançar com o registro da OPA não está em questão, mas o valor da contrapartida está pendente.

A Sonaecom, já se referiu ao desgaste operacional da PT, diz que tem quase todos os dados operacionais para fazer esse plano, exceto as informações sobre as operações financeiras da empresa. O conselho de administração da Sonaecom deve voltar a se reunir na semana entre o Natal e o fim do ano para decidir sobre o registro da OPA.

(Da Redação)

Anterior Operadoras terão que pagar ao governo pelos números do telefone
Próximos Suspeitas de corrupção na Siemens adiam fusão com a Nokia