No ano, setor de TI concentra fusões e aquisições do país


O setor de tecnologia da informação (TI) foi o que mais realizou fusões ou aquisições este ano, segundo a auditoria e consultoria PwC. Foram 53 operações do tipo entre janeiro e abril. O número equivale a 20% destes negócios ocorridos no país, no período. É o terceiro ano seguido de liderança do setor de TI nestas transações. Ao todo, incluindo outras áreas da economia, houve 268 fusões ou aquisições, número 4,85% maior que em 2014.

Se destacaram no período a fusão entre a Bysoft e a New Soft Inteligence; o investimento dos fundos Tiger, Monashees e da Qualcomm na desenvolvedora 99taxis; e o aporte da Naspers na Movile pelo valor de R$125 milhões de reais. Os valores das duas primeiras operações não foram revelados.

Apenas em abril, foram feitas 79 transações. O Sudeste segue como principal região em número destas operações. No caso, concentrou 69,6% delas até o final de abril. Somente o estado de São Paulo foi responsável por 58,2% das fusões ou aquisições. Em segundo lugar veio a região Sul, com 8,9%. Do total, 52% dos negócios envolveram estrangeiros. Segundo a PwC, o resultado demonstra que o tamanho do mercado continua a ser visto como oportunidade pelas empresas de fora.

Abril também marcou uma mudança nas operações, com a compra de participação minoritária ultrapassando a aquisição de controle. Foram 130 compras, 107 aquisições, 8 joint ventures, 13 fusões e 10 incorporações até o fim de abril. A pesquisa aponta, também, para crescimento do investimento feito por investidores financeiros. Esta modalidade representou 46% das transações no ano.

Anterior Vivo lança app da Turma da Mônica
Próximos Importação de produtos de telecom cai 46% por política de produção local, diz OCDE