Angola Cables inicia operação de ponto de troca de tráfego em Fortaleza


A Angola Cables lançou um ponto de interligação de IXP (ponto de troca de tráfego), também conhecido como PIX, em seu data center localizado na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE). O novo serviço funcionará integrado ao IX.br, a rede de PIX gerida pelo NIC.br.

A empresa espera que o link direto com as rotas internacionais dos cabos submarinos Monet e SACS, que ligam a Estados Unidos e África, atraia clientes em busca de baixa latência. Dentro do PIX, os usuários poderão se conectar por meio de portas Ethernet de capacidades de 1Gbps, 10Gbps e 100Gbps. Por padrão, são utilizadas interfaces 1Gbps LX, 1Gbps UTP, 10Gbps LR e 100 Gbps LR4.

A ativação do PIX possibilitará ao Data Center uma conexão direta a 174 redes (ISP-ASN), tais como: OTNs, NRENs, Carries e Provedores regionais. Podemos também destacar as seguintes redes: RNP, NIC.br, Etice, DNSs, Netflix, Cloudflare e Akamai.

Fortaleza gera o terceiro maior tráfego do país. A cidade movimenta 227 gigabytes de dados por segundo. A cidade cresceu 400% em tráfego de internet em 2018. A expectativa é que em 2020 passe a movimentar cerca de 600 gigabytes de dados por segundo. Apenas para exemplo de comparação, o segundo lugar do ranking é o Rio de Janeiro, com circulação de 1.14 terabytes por segundo. A primeira é São Paulo, com 5.36 terabytes por segundo. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Claro deve divulgar em site direito de cliente instalar ponto-extra próprio
Próximos Comissão da Câmara adia votação de projetos sobre franquia de banda larga