Angola Cables fecha financiamento para construção de seu cabo submarino


A Angola Cables e o Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) acabam de assinar o Contrato de Financiamento do SACS (South Atlantic Cable System), sistema de cabos submarinos que ligará Luanda, em Angola, a Fortaleza, no Brasil. O acordo prevê a disponibilidade de cerca de US$ 100 milhões para o projeto, garantindo assim a sua construção.

O desenvolvimento do SACS proporcionará a Angola e a todo o continente africano a realização de ligações diretas ao Brasil e às Américas, proporcionando assim o desenvolvimento do ecossistema da internet da região. “Trata-se de um projeto inovador a nível das comunicações mundiais, pois ligará os continentes africano e sul-americano via rota alternativa e mais curta – pelo Atlântico Sul -, nas comunicações, principalmente para o acesso à África, Europa e à Asia”, explica António Nunes, CEO da Angola Cables.

O SACS conta com 6 mil quilômetros de extensão e capacidade de 40 Tbps. O projeto terá tecnologia de última geração de 100 Gbps e será construído pela companhia japonesa NEC. O início das operações está previsto para 2018.

PUBLICIDADE

Sobre a Angola Cables:

Angola Cables é uma empresa de telecomunicações, fundada em 2009, tendo como acionistas as principais operadoras de telecomunicações angolanas. A companhia dedica-se à comercialização de capacidade em circuitos internacionais de voz e dados por cabos submarinos de fibra ótica. O mais recente projeto da empresa é a construção de um cabo que vai ligar Angola e Brasil aos Estados Unidos até 2017, o SACS –South Atlantic Cables System.( assessoria de imprensa). 

Anterior Qualcomm licencia carregamento de carros elétricos
Próximos Huawei reafirma cronograma de cabo que ligará Brasil a Camarões