Android TV ganha adesão de operadores de TV paga


TeleSintese-Conexao-rede-abstrata-Fotolia_143312309O Android TV deve conquistar, em breve, fatia relevante no mercado mundial de set-top boxes, conforme pesquisa feita pela consultoria Ovum a pedido da empresa Irdeto, de segurança em plataformas digitais. A pesquisa ouviu 300 operadores de TV paga e constatou que 72% pretendem distribuir set-top boxes com o sistema operacional criado pelo Google.

O entrave para que o sistema domine os aparelhos de hoje é o custo. Embora a maioria dos participantes tenha indicado um compromisso com o Android, 54% dos provedores de serviços de vídeo estão dispostos a pagar mais pelos chipsets do Android em relação aos chipsets tradicionais integrados ao middleware.

De bom, o Android TV teria a disponibilidade de novos recursos e serviços – devido ao download de apps -, entrada mais rápida no mercado, uma atraente interface de usuário e eficiências de custo no licenciamento.

PUBLICIDADE

Expansão dos OTTs
A mesma pesquisa, que pode ser lida na íntegra aqui, elenca os aplicativos de streaming de vídeo com maior potencial de sucesso dentro dos STBs com Android TV. A lista na América Latina é encabeçada por YouTube, Facebook e Netflix. Em quarto lugar aparece o Vivo Play, a Amazon, e em sexto, o Claro Video.

Segundo a Ovum, o sucesso dos OTTs localmente está diretamente relacionado ao poder dos provedores de serviços em distribuir o STB, o que explica a posição dos aplicativos de Vivo e Claro nesta listagem. Essa relação se deve ao fato de o mercado de TV paga da América Latina ainda estar em evolução.

A título de comparação, na América do Norte, onde o mercado é considerado maduro e STBs podem ser comprados no varejo sem relação com operadoras, a lista não apresenta nenhum serviço relacionado às teles. Dominam os produtores de conteúdo ou empresas digitais. Lá, HBO Now aparece como OTT com maior potencial, seguido de Facebook, Netflix, Hulu, Amazon, Showtime, Youtube, CBS AllAccess, Startrz e Sling TV. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Provedores de banda larga fixa dos EUA buscam o mercado móvel
Próximos Anatel revê mito e aceita crise financeira como argumento para exceção regulatória