Android sem açúcar


A nova versão da logomarca do sistema operacional

O Google decidiu parar de dar às diferentes versões de seu sistema operacional móvel apelidos em ordem alfabética e relacionados a doces. A partir de agora, as novas versões serão numeradas. A que era chamada “Android Q”, passa a ser Android 10 – cuja versão final deve ser lançada em setembro.

Segundo a gigante digital, a mudança se deve a reclamações de que os nomes de doces escolhidos nem sempre faziam sentido ou eram compreendidos em diferentes países. Além disso, a empresa diz que chegou-se em um ponto que o método de usar nomes de doces tornou mais difícil para os usuários compreender exatamente qual versão estão usando.

“Como um sistema operacional global, é importante usar nomes que sejam claros e façam sentido para todo mundo”, explica Sameer Samat, vice-presidente de gestão de produto para Android.

Além da mudança na nomenclatura, a empresa também mudou a aparência da logomarca e do robozinho que é o mascote do sistema. A intenção é favorecer o uso de tons de alto contraste, para atender as necessidades de quem tem deficiência visual. No mundo, cerca de 2,5 bilhões de dispositivos rodam o sistema Android, entre smartphones, tablets, relógios, TVs e carros.

A versão antiga da logomarca, que deixou de ser usada hoje, 22
Anterior Para TIM, o TAC transforma uma longa história de contencioso em investimento produtivo
Próximos Ministério da Economia corta contratos de TI e reduz à metade planos de telefonia

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *