Android Pay começa a funcionar nos EUA


Android PayO Google deu início a seu serviço de pagamentos móveis, o Android Pay, nos Estados Unidos nesta quinta-feira, 10. De acordo com a companhia, já na largada existem um milhão de estabelecimentos comerciais aceitando a tecnologia, que permite o pagamento de contas de baixo valor usando um celular com sistema Android (Kit Kat ou superior).

O aplicativo funcionará em celulares com tecnologia NFC, em qualquer operadora. Será capaz de substituir cartões de débito e crédito dos usuários das redes American Express, Discover, MasterCard e Visa. Pali Bhat, executivo da Google responsável pelo desenvolvimento do Android Pay, diz em post no site da empresa que o sistema traz recursos avançados de segurança, que impedem o compartilhamento do número do cartão do usuário. Todas as transações ocorrem por meio de uma conta virtual, associada ao Google, e que pode ser desabilitada remotamente, caso o celular seja perdido. As operadoras AT&T, T-Mobile e Verizon já vão embarcar nos smartphones com NFC o aplicativo.

Até o final do ano, o Google promete que o Android Pay poderá ser usado para transações dentro de aplicativos. Também lançará parcerias com empresas de planos de fidelidade e lojas. Todos, recursos já presentes no sistema da Apple, o Apple Pay, lançado ano passado nos EUA e que, na semana do lançamento, em outubro de 2014, obteve adesão de pouco mais de 1 milhão de usuários. Na época, a Apple dizia ter contrato com 220 mil estabelecimentos. Até o final deste mês, a Samsung deve lançar, também o seu serviço para os norte-americanos.

Os sistemas de m-payment devem gerar, apenas para as operadoras de telecomunicações, US$ 2 bilhões neste ano, no mundo. Valor que deve dobrar até 2018, segundo dados da Juniper Research.

Anterior Novos direitos do consumidor de telecom entram hoje em vigor
Próximos Regulador britânico promove uso do IoT em VHF baixo