Ancine publica agenda regulatória para 2019 a 2020


A Ancine publicou, nesta quinta-feira, 14, a agenda regulatória para 2019 a 2020. Entre as ações prevista está a regulamentação da atuação da agência no campo da defesa da concorrência e da ordem econômica e a regulamentação do segmento de Vídeo sob Demanda (VoD), que já constavam das agendas anteriores. Foi incluída a revisão da regulamentação da atividade de TV paga (Instruções normativas nº 100 e 109).

Não há prazo para aprovação das matérias propostas, nem detalhes sobre o que se quer alcançar com cada uma das ações, mas há uma predominância de ações visando o financiamento do audiovisual. Veja, a seguir, os pontos da agenda:

AGENDA REGULATÓRIA ANCINE 2019-2020

. 1 Ordem Econômica – Regulamentação da atuação da Ancine no campo da defesa da concorrência e da ordem econômica.

Definição dos procedimentos para atuação da Ancine no campo da defesa da concorrência e da ordem econômica nos termos previstos pela Lei 12.529/2011 que estrutura o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência.

. 2 Distribuição Cinematográfica – Regulamentação da distribuição de filmes ao segmento de salas de exibição diretamente do exterior para o país via satélite.

Mitigar potenciais riscos ao setor audiovisual gerados pelo advento das tecnologias que permitem a distribuição de filmes ao segmento de salas de exibição diretamente do exterior para o país via satélite.

. 3 Vídeo sob Demanda – Regulamentação do segmento de Vídeo sob Demanda

Tratamento das recomendações da Análise de Impacto Regulatório sobre Vídeo sob Demanda, de competência da Ancine.

. 4 Tv Paga Regulamentação dos canais de distribuição obrigatória no Serviço de Acesso condicionado.

Regulamentação dos canais de distribuição obrigatória, no tocante ao seu credenciamento, ao cumprimento de suas obrigações administrativas e estabelecimento das respectivas sanções, se for o caso.

. 5 Tv Paga Revisão da regulamentação da atividade de TV paga (Instruções normativas nº 100 e 109).

Aperfeiçoamento das normas infralegais relacionadas à TV paga, considerando o dinamismo do mercado observado desde a edição da IN nº 100/2012 e a necessidade de ampliação de investimentos privados no segmento de TV Paga.

. 6 Tv Paga Regulamentação da inclusão de tecnologias de acessibilidade visual e auditiva na TV Paga.

Promoção da acessibilidade visual e auditiva nos canais de programação veiculados na TV Paga.

. 7 Financiamento ao Setor Audiovisual – Revisão dos regulamentos de aprovação e acompanhamento de projetos de fomento.

Revisão das definições normativas e legais envolvendo orçamento de obras audiovisuais.

. 8 Financiamento ao Setor Audiovisual – Regulamentação da gestão de direitos de exploração econômica de projetos audiovisuais fomentados com recursos públicos federais.

Revisão das regras vigentes e proposição de novos regramentos, com foco na simplicidade e isonomia da regulação.

9 Financiamento ao Setor Audiovisual – Revisão da regulamento de aprovação e acompanhamento de projetos de fomento (IN 124, 125, Regulamento Geral do Prodav).

Compatibilizar regras e facilitar a utilização de múltiplos mecanismos de fomento.

. 10 Financiamento ao Setor Audiovisual – Revisão da regulamentação dos procedimentos relativos a criação e operação de Funcines (Instrução Normativa nº 80).

Aprimoramento e simplificação dos procedimentos referentes a criação e operação dos Funcines, além da avaliação da adequação da normativa à aplicação dos recursos públicos a jogos eletrônicos.

. 11 Financiamento ao Setor Audiovisual – Revisão da regulamentação dos procedimentos relativos a aprovação de projetos de fomento indireto (Instrução Normativa nº 125).

Avaliação da adequação da Instrução Normativa à aplicação dos recursos públicos a jogos eletrônicos.

. 12 Registro Revisão da regulamentação sobre Registro de Obra Audiovisual Não Publicitária Brasileira (Instrução Normativa nº 104).

Aprimoramento dos procedimentos referentes ao Registro de Obra Audiovisual Não Publicitária Brasileira, incluindo a possibilidade de revisão das definições e dos campos de informação previstos na norma.

. 13 Registro Revisão da regulamentação sobre Registro de Agente Econômico (Instrução Normativa nº 91).

Aprimoramento dos procedimentos referentes ao Registro de Agente Econômico, incluindo a possibilidade de ampliação do rol de agentes econômicos.

. 14 Registro Revisão da norma sobre classificação de nível dos agentes econômicos (Instrução Normativa nº 119).

Aprimorar os elementos para classificação de nível dos agentes econômicos a partir da experiência acumulada pela Agência na operação desta norma.

. 15 Jogos Eletrônicos – Regulamentação do segmento de Jogos Eletrônicos.

Avaliação quanto ao estabelecimento de ações de regulação por informação.

Anterior Cade aprova dissolução de parceria entre Sony e Fox para venda de vídeo caseiro
Próximos PSDB faz projeto de antenas para SP e resolve criar CPI para o mesmo tema

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *