Anatel: Valente é o preferido, mas não tem unanimidade.


O presidente Lula não deverá demorar, como em substituições anteriores, para indicar o novo conselheiro da Anatel, que vai ocupar a vaga de Plinio de Aguiar Jr, cujo mandato venceu no início do mês. A visão do governo é que a agência precisa ter seu quadro de conselheiros completo para adotar rapidamente decisões importantes, como …

O presidente Lula não deverá demorar, como em substituições anteriores, para indicar o novo conselheiro da Anatel, que vai ocupar a vaga de Plinio de Aguiar Jr, cujo mandato venceu no início do mês. A visão do governo é que a agência precisa ter seu quadro de conselheiros completo para adotar rapidamente decisões importantes, como algumas que serão exigidas pelo Plano Nacional de Banda Larga, cujos linhas gerais serão apresentadas no dia 16, em Brasília, em seminário sobre banda larga promovido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos.

Jarbas Valente, superintendente de serviços privados da Anatel, é o candidato com maior probabilidade, pois conta com o apoio do ministro Hélio Costa, das Comunicações, e do presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg. Mas não está sozinho na disputa. Setores do governo avaliam o nome de Enylson Martinez Camolesi, que ocupou a diretoria de telefonia do Palácio do Planalto entre 2003 e 2008. Técnico competente, ele conquistou muitos amigos quando trabalhou no governo. A única restrição ao seu nome está no fato de ele, no momento, trabalhar na Telefônica. Outros nomes que circulam são os de André Barbosa, assessor especial da Casa Civil, e Wagner Quirici, ex-presidente do Serpro e da antiga Ceterp (de Ribeirão Preto), ligado ao deputado Antônio Palocci.

Anterior Anatel pode autorizar a venda da GVT nesta quinta-feira
Próximos Telefônica adia venda de internet popular.