Anatel envia lista com 40 empresas para administrar recuperação da Oi, mas destaca quatro


Agência sugere a juiz verificar se Deloitte e PwC, por prestarem serviços à Oi, podem de fato ser indicadas como possíveis administradoras judiciais. Conforme antecipou o Tele.Síntese, em sua edição do dia 04 de julho, a agência decidiu mandar a lista completa dos inscritos e não apenas uma relação de cinco empresas, como havia pedido o juiz.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) entregou à Justiça do Rio de Janeiro lista com mais de 40 propostas de empresas para administrar a Oi enquanto estiver em recuperação judicial, conforme antecipou o Tele.Síntese, em sua edição do dia 04 de julho.  Do total, porém, destacou quatro: Alvarez & Marsal Consultoria Empresarial; Consórcio BDOPRO; Deloitte Touche Tohmatsu Consultores; e PriceWaterhouseCoopers Assessoria Empresarial.

Como as duas últimas, Deloitte e PwC, já prestam ou prestaram no passado recente, serviços de auditoria à concessionária brasileira, a Anatel recomendou ao juiz Fernando Cesar Ferreira Viana, titular da 7ª Vara Empresarial da Capital do Estado do Rio de Janeiro, verificar se a indicação é possível.

O juiz determinou que a agência escolhesse até cinco empresas para supervisionar a recuperação judicial da Oi. A agência convocou interessados na última semana, tendo recebido mais de 40 propostas. “O Conselho Diretor decidiu hoje encaminhar a lista completa de interessadas e demais informações obtidas pela Agência no procedimento seletivo para servirem como subsídio à livre e autônoma escolha do futuro administrador judicial pelo referido Juiz, com a recomendação de quatro candidatos”, explica.

Anterior STF determina fim de bloqueio ao WhatsApp
Próximos CEO da Fox News, acusado de assédio sexual, com os dias contados