Caem reclamações de serviços de telecom na Anatel em novembro


shutterstock_Consumidor_call_center_mercado_atendimento_burocracia_regulacaoA Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou nesta quinta-feira, 22, relatório de reclamações feitas à agência sobre os serviços de telecomunicações no país. O número total das reclamações sobre os serviços de telefonia móvel, fixa, banda larga e TV paga caiu 7,4%, para 310,4 mil. É o oitavo mês consecutivo de queda do número.

Entre janeiro e novembro deste ano, o volume de reclamações registradas na Agência atingiu 3,61 milhões, queda de 3,7% em relação ao mesmo período de 2015, redução de 139,9 mil queixas.

Em novembro houve redução de 1,9% no volume de reclamações na telefonia móvel em comparação com o mesmo mês de 2015, menos 2,92 mil reclamações. Do total das queixas recebidas de janeiro a novembro, houve um aumento de 2,9% nas reclamações relativas à telefonia móvel, 47,81 mil queixas a mais.

A telefonia móvel responde por quase metade das reclamações recebidas nos canais de atendimento da agência reguladora, seguida pela telefonia fixa, banda larga fixa e TV por assinatura.

Os outros serviços de telecomunicações registraram queda tanto no mês, quanto no ano. A maior diminuição ocorreu na TV por assinatura com queda de 11,8%, 63,54 mil reclamações a menos de janeiro a novembro; seguida pela banda larga fixa com redução de 8,5%, menos 49,92 mil queixas; e telefonia fixa que apresentou queda de 8,2% nas reclamações, 78,14 mil registros a menos que no ano passado.

Na telefonia móvel, a Tim apresentou maior aumento relativo nas reclamações, crescimento de 18,2%, de janeiro a novembro de 2016 em comparação com o mesmo período do ano passado, seguida pela Vivo com 4,9%. As demais operadoras apresentaram redução: Oi menos 5,7%, Claro menos 4,0% e Nextel menos 5,5%.

Na TV por assinatura, as reclamações contra a Sky caíram 33,1% e as queixas relativas à Vivo registraram redução de 16,6%. Nas outras prestadoras, houve aumento: de 15,1% no Grupo NET/Claro e de 7,8% na Oi. Na banda larga fixa, a Vivo apresentou queda de 7,7% nas reclamações; no caso da Oi, a variação foi de menos 14,7% e na Net/Claro, a redução foi de 27,5%. Na telefonia fixa, a Net/Claro reduziu em 18,2% as reclamações, seguida pela Oi com menos 9,6% e pela Vivo, que registrou diminuição de 2,4%. (Com assessoria de imprensa)

Anterior IBGE: Cresce número de domicílios capazes de sintonizar TV digital
Próximos MCTIC cria grupo de trabalho para responder à CGU por plataforma Aquarius

2 Comments

  1. Reginaldo soares de brito
    22 de dezembro de 2016

    na onde e isto no brasil kkkkk
    ta de brincadeira né

  2. rockson
    24 de dezembro de 2016

    é mais fácil cair num golpe do que fazer uma reclamação e ver algum resultado.isso mais parece um labirinto.