Anatel propõe ampliar espectro para a banda S, telefonia celular por satélite


O conselho diretor da Anatel aprovou hoje, 15, consulta pública por 30 dias, para a  destinação das faixas de frequências para a banda S. Embora a agência estabeleça que essa faixa seja usada para os serviços de celular terrestre, telefonia fixa, banda larga e serviço privado, ele tem a destinação prioritária para  o Serviço Móvel Global por Satélite (SMGS).

O conselho decidiu por nova consulta pública, visto que ampliou o tamanho da faixa anteriormente proposta na consulta pública realizada há cerca de dois anos. Antes, a agência destinava 40 MHz para esse serviço, agora, propõe ampliar mais 20 MHz, para 30 MHz + 30 MHz.

Essa proposta é para as faixas de 1.980 MHz a 2.010 MHz (Terra para Espaço) e de 2.170 MHz a 2.200 MHz (Espaço para Terra). Segundo seu relator, conselheiro Aníbal Diniz, “a proposta de 30 + 30 MHz é coerente com o cenário atual do setor e alinha-se às destinações internacionais”. (com assessoria de imprensa).

PUBLICIDADE
Anterior "Há projetos prioritários, mas não exclusivos" diz presidente do Gired sobre saldo do leilão da 4G
Próximos Banda larga móvel vai ganhar mais espectro. Agora, em 1,5 GHz