Anatel libera alienação de 270 imóveis da Oi por meio de Recebíveis Imobiliários


(Crédito: Shutterstock agsandrew)

O conselho diretor da Anatel decidiu hoje, 25, que a operação de alienação de 270 imóveis por meio de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) promovida pela Oi não afeta a reversibilidade dos bens da concessão, e por isso não precisaria de anuência prévia do órgão regulador.

O conselheiro Otávio Rodrigues, que havia pedido vista do voto que liberava a operação, proferido por Aníbal Diniz, acabou concordando com o primeiro relator, de que ela foi benéfica para a concessão e para o usuário. Com essa operação a Oi captou R$ 1,5 bilhão.

Conforme Rodrigues, embora tenha havido a transferência dos imóveis para SPES (sociedades de propósito específico), essas empresas continuam sob o guarda-chuva da concessionária, mantendo-se assim, o interesse público. “Foi uma exceção e parece não ter colocado em risco a atualidade do STFC”, concluiu o conselheiro.

Assim, o voto original, de Aníbal Diniz, foi aprovado por todos os conselheiros, com alguns acréscimos de Rodrigues.

Anterior Abeprest reforça coro pela mudança da lei das antenas em SP
Próximos SpaceX também vai lançar um dos satélites Viasat-3

1 Comment

  1. 24 de novembro de 2018

    Wowza, problem solved like it never haenpepd.