Anatel lança consulta para banda larga em rede elétrica


 A Anatel publicou hoje a consulta pública nº 38  que propõe a regulamentação dos equipamentos de acesso que permitem fazer a transmissão de dados em alta velocidade (banda larga) pela rede de energia elétrica. As contribuições poderão ser enviadas até o dia 29 de setembro. Entre as especificações, a Anatel está autorizando o uso desses …

 A Anatel publicou hoje a consulta pública nº 38  que propõe a regulamentação dos equipamentos de acesso que permitem fazer a transmissão de dados em alta velocidade (banda larga) pela rede de energia elétrica. As contribuições poderão ser enviadas até o dia 29 de setembro.

Entre as especificações, a Anatel está autorizando o uso desses equipamentos (conhecidos como PLC) apenas nas faixas de 1.705kHz a 50 MHz. Está tratando também a licença como de radiação restrita e de caráter secundário, ou seja, o serviço não terá prioridade sobre outro de telecomunicações que ocupar a mesma banda de freqüência. E observa que “quando o funcionamento dessas estações estivar associado à exploração do serviço de telecom de interesse coletivo, será necessária a correspondente autorização do serviço, bem como o licenciamento das estações.”

Ou, trocando em miúdos, se uma concessionária de energia elétrica quiser oferecer acesso banda larga a seus clientes, para competir com o ADSL (oferecido pela concessionárias de telefonia), pelo cable moden (pelas operadoras de TV a cabo) ou com os modens e aparelhos 3G (oferecidos pelas empresas de celular), terão que obter, junto à Anatel, uma licença de telecomunicações.

Anterior Seae recomenda cobrança mensal de ponto extra da TV paga
Próximos Telegent investe em tevê analógica para celular