Anatel já autorizou 52 adaptações de outorgas ao SeAC


A Anatel publicou, até o dia 4 de julho, 52 atos de adaptação de serviços de TV por Assinatura para o Serviço de Acesso Condicionado (SeAC). Segundo a agência, as empresas de MMDS (TV paga via micro-ondas) lideram os pedidos de mudança da licença para o novo serviço, num total de 37. As de TV a cabo foram 14 e DTH (via satélite), apenas uma.

Os pedidos de adaptação foram feitos em função da movimentação de fusões e aquisições que estão ocorrendo nesse mercado, já que a lei 12.485/2011 exige a migração para o SeAC quando há qualquer mudança societária das empresas. A Acom foi adquirida pela Sky e ambas adaptaram 13 licenças cada. A Sunrise, adquirida pelo megainvestidor George Soros, migrou suas 12 outorgas. E a Viacabo foi adquirida pelo grupo inglês Blue Interactive e, para isso, foi obrigada a adaptar suas 14 licenças.

A Anatel também recebeu solicitação de licença ao SeAC de 21 empresas que ainda não atuam no setor. A maioria é de atuação regional e deve atender a cidades que ainda não contam com o serviço. (Da redação)

Anterior "O brasileiro abraça o software aberto"
Próximos Nextel diz que cumpriu determinação da Anatel em medida cautelar