Anatel deve licitar até junho quatro posições orbitais para satélites


O Conselho Diretor da Anatel aprovou, nesta quinta-feira (10), proposta de submissão à consulta pública, por 30 dias, do edital de licitação que permitirá o lançamento de até quatro satélites geoestacionários brasileiros. A previsão é de que, até meados do ano, a agência licite as quatro posições orbitais ao preço de mínimo de R$ 4 milhões cada.

Os novos satélites permitirão a ampliação da capacidade satelital brasileira e contribuirão para o melhor atendimento das demandas futuras por serviços de telecomunicações no país, como, por exemplo, as decorrentes de eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas, entre outros projetos.

Entre as inovações em relação às licitações anteriores, estão as possibilidades de realização em sequência de todas as etapas do processo licitatório, conferindo agilidade à licitação, e de seleção de órbitas e faixas de frequências associadas aos planos dos Apêndices 30, 30A, e 30B do Regulamento de Radiocomunicações da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Essas faixas são uma alternativa ao cenário de congestionamento do arco orbital geoestacionário, especialmente nas bandas C e Ku, para o crescimento do provimento de capacidade espacial brasileira. (Da redação)

Anterior Porto Velho constrói anel óptico e vai oferecer internet grátis
Próximos Anatel arquiva processo que dificultava fiscalização da radiodifusão