Anatel cria força-tarefa para a Copa do Mundo


A primeira reunião do grupo de trabalho será realizada na próxima semana. Segundo o presidente da agência, Ronaldo Sardenberg, já foram detectadas diferentes carências nas redes de telecomunicações, que terão que ser adequadas para suportar as novas demandas geradas pela Copa do Mundo, que será realizada no Brasil dentro de três anos. 
O grupo de trabalho irá cuidar, entre outros, das providências a serem tomadas pelas operadoras para aumentar a oferta de capacidade de transmissão de voz e de dados nas cidades onde ocorrerão os jogos A Anatel quer que sejam sejam construídas também poderosas redes de dados nos estádios de futebol, que hoje não têm quase qualquer infraestrutura de comunicação de dados.

Conforme Sardenberg, a agência irá coordenar também os trabalhos de segurança das redes de telecom além de fiscalizar a reduntância das redes (para não repetir o recente exemplo da Oi na Bahia, onde as duas redes de dados estavam interligadas pela mesma central, que pegou fogo).

Esta primeira reunião, marcada para a próxima semana, contará apenas com os servidores da Anatel. Em seguida, serão convocados os representantes das empresas, que passarão a trabalhar em conjunto.

Veja aqui as cidades que sediarão os jogos:

Anterior Slim investirá US$ 2,5 bilhões no Brasil
Próximos Mercadante dá posse a secretários e pede foco na inovação