Anatel considera switch off de São Paulo um “sucesso”


A variety of images as a big video wall of the TV screen tv digital painel televisãoA Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), considerou o desligamento do sinal analógico de TV na região metropolitana de São Paulo um “sucesso”. A agência fez um relatório, com base em dados do Ibope de 31 de março a 10 de abril, no qual aponta que 95% dos domicílios da área têm sinal digital.

Na pesquisa pós-desligamento, o Ibope realizou 1.072 entrevistas em São Paulo e 1.652 nos 38 municípios vizinhos. No total, a região conta com 7,2 milhões de domicílios, na capital são 4,2 milhões e no entorno 3 milhões. O percentual mínimo para atingir as condições de desligamento (artigo 4º da Portaria 378/2016) era de 90%, considerando uma margem de erro de três pontos percentuais.

O desligamento acontece para que a faixa de frequência usada pelos canais analógicos (700 MHz) seja destinada às operadoras de telefonia móvel. As teles devem iniciar o uso deste espectro em 2018. Somente então os usuários de celular perceberão diferença na qualidade do sinal 4G.

A população registrada no Cadastro Único do Governo Federal têm direito a retirar kits contendo conversor e antena para a sintonia dos canais digitais em aparelho de TV que ainda não seja digital. Os kits continuarão a ser distribuídos por até 45 dias após o término do sinal analógico na capital paulista, como aconteceu em Brasília, onde a penetração do sinal digital alcançou 98%. Ou seja, até meados de maio acontece a distribuição.

A próxima região metropolitana a desligar o sinal analógico de TV será Goiânia. Além da capital de Goiás, as cidades de Abadia de Goiás, Abadiânia, Alexânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Campo Limpo de Goiás, Caturaí, Goianápolis, Goianira, Guapó, Hidrolândia, Inhumas , Itauçu, Leopoldo de Bulhões, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Pirenópolis, Santa Bárbara de Goiás, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Terezópolis de Goiás e Trindade também passarão a ter apenas sintonia digital a partir de 31 de maio.

Anterior Até 2020, 30% dos projetos de Indústria 4.0 obterão seus algoritmos de grandes marketplaces, diz Gartner
Próximos Lançamento do SGDC só 10 dias após o fim da greve na Guiana

1 Comment

  1. 18 de Abril de 2017

    Estou a espera do desligamento em Goiania…