Anatel atesta que orelhões da Embratel têm 95% de disponibilidade


A Anatel informa, nesta sexta-feira (14), que o acompanhamento da extração dos dados nos sistemas da Embratel referente à planta de telefones públicos realizado na última segunda-feira, indicou que a disponibilidade desses aparelhos superou a marca de 95%, alcançando, portanto, a meta estabelecida. Atualmente, a Embratel é responsável por cerca de 1,5 mil orelhões, a maioria deles localizada na Região Norte.

Segundo a agência, no início deste ano, a área de Acompanhamento e Controle de Obrigações de Universalização e Ampliação do Acesso constatou que duas prestadoras – Embratel e Oi – vinham apresentando redução gradativa da disponibilidade da planta de orelhões, o que culminou com a instauração de processos específicos de acompanhamento. As empresas foram notificadas para que retornassem ao patamar mínimo satisfatório de disponibilidade e apresentaram planos de recuperação de suas plantas de orelhões.

A Embratel deveria concluir as ações previstas até o final de outubro e atingir 95% de disponibilidade, por atender apenas localidades com acesso coletivo. O prazo para que a planta de orelhões da Oi atinja 90% de disponibilidade vai até 31 de dezembro.

No caso da Embratel, o plano de recuperação apresentado para a Anatel incluiu o aumento das equipes de manutenção de campo; e  melhoria dos dispositivos eletrônicos dos aparelhos, os quais incluem maior proteção das baterias e dos painéis de tensão, além de possibilitar carga seletiva das unidades de bateria de modo a reduzir a necessidade de ações de manutenção.(Com assessoria de imprensa)

Anterior Google desenvolve ferramenta para combater pesca ilegal
Próximos Governo economiza R$ 30,4 milhões com contratação conjunta de telefonia