Anatel aprova troca de metas de universalização


  O Conselho Diretor da Anatel aprovou hoje a proposta de alteração do Plano Geral de Metas para a Universalização (PGMU), que vai substituir os Postos de Serviço de Telecomunicações (PST’s) pela implantação de infra-estrutura de banda larga, o chamado backhaul. O anúncio das mudanças foi divulgado hoje por Enilce Nara Versiani, superintendente de Universalização …

  O Conselho Diretor da Anatel aprovou hoje a proposta de alteração do Plano Geral de Metas para a Universalização (PGMU), que vai substituir os Postos de Serviço de Telecomunicações (PST’s) pela implantação de infra-estrutura de banda larga, o chamado backhaul. O anúncio das mudanças foi divulgado hoje por Enilce Nara Versiani, superintendente de Universalização da agência, durante coletiva à imprensa.
 
  Segundo Enilce, as concessionárias já têm uma pequena rede de dados em 2.125 municípios e até o final de 2010 elas deverão completar o restante, que somam 3.439 municípios. “A troca estabelece que a infra-estrutura de banda larga deverá ser disponibilizada em todos os municípios brasileiros, na proporção de 40% até o final de 2008; 40% em 2009; e 20% em 2010, totalizando 100% de cobertura”, destacou
 
  A superintendente explicou que o novo plano de metas de universalização das concessionárias de telefonia fixa será encaminhado ainda hoje para o Ministério das Comunicações, que deve preparar minuta de decreto presidencial. As novas metas passarão a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2008. Dos 3.439 municípios que receberão o backhaul, 2.730 estão na região da Oi; 452, estão na área da Brasil Telecom; e 257, na área da Telefônica.
 
  Enilce ressaltou que no cálculo da mudança de metas foi mantido o critério do Valor Líquido Presente (VPL) e que isso não causou o desequilíbrio econômico-financeiro das operadoras. Ela também estimou que a troca das obrigações ficará  na faixa de R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão.

Anterior NET compra a BIG TV
Próximos Oi lança plano de telefonia fixa com recarga