Anatel libera faixa de 700 MHz nas metrópoles de SP, Porto Alegre, Curitiba e BH para 4G


 

ondas frequencia wikimedia

Atualizada às 18 horas

O presidente da Anatel, Juarez Quadros, anunciou que as frequências de 700 MHz de quatro grandes metrópoles brasileiras – São Paulo, Porto Alegra, Curitiba e Belo Horizonte – já estão prontas para receber os serviços de telefonia celular. “Esta frequência permite a transmissão de dados de até 45 Mbps, o que é uma boa notícia para o usuário”, afirmou ele durante audiência pública na Câmara dos Deputados, hoje, 29.

Essas cidades e os municípios do entorno tiveram os sinais analógicos da TV desligados em datas diferentes. São Paulo e outros 38 municípios desligaram os sinais em março de 2017. Curitiba e mais 10 municípios desligaram os sinais analógicos em janeiro de 2018 e Porto Alegra, e mais 107 cidades fizeram o switch off dos sinais em março deste ano. Em Belo Horizonte, o desligamento da TV ocorreu em 22 de novembro.Mas a liberação da faixa antecipada, anunciada hoje, 29, pela agência, ocorrerá em 40 cidades deste total, incluindo as capitais.

Depois que é feito o desligamento da TV, passa-se para a fase da mitigação das interferências, trabalho que demanda uma sintonia fina de engenharia para que o serviço celular ou o de TV digital não atrapalhe os sinais um dos outros. E a região metropolitana de São Paulo, devido ao grande número de geradoras e retransmissoras de TV e de clientes de celular, o trabalho foi mais lento. Na regulamentação, previa-se um prazo de 18 meses entre a desocupação da TV aberta e a ocupação posterior do serviço de telefonia móvel. Mas segundo Quadros, como ficou constatado que não há qualquer problema de interferência nos dois serviços, a entrada da telefonia celular foi antecipada.

Com essa mitigação, as operadoras de celular já podem prestar o serviço de 4G nesta frequência e, para isso, basta pedirem a outorga à Anatel. Na avaliação do presidente da agência, em junho várias dessas cidades já serão atendidas com a 4G nesta frequência.

 

Anterior Pedro Filizzola: A era pós texto
Próximos TIM libera VoLTe no pré-pago em 182 cidades paulistas