Anatel abre licitação para sistema que vai monitorar a banda larga


O superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, informou hoje que a agência está avaliando como melhorar as regras sobre os serviços de internet para que isso possa resultar em melhoria do serviço. Embora não caiba a agência regular diretamente a Internet, o artigo 61 da LGT (Lei Geral de Telecomunicações) diz que o …

O superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, informou hoje que a agência está avaliando como melhorar as regras sobre os serviços de internet para que isso possa resultar em melhoria do serviço. Embora não caiba a agência regular diretamente a Internet, o artigo 61 da LGT (Lei Geral de Telecomunicações) diz que o relacionamento entre o provedor de serviço de internet e a operadora cabe à Anatel regular, lembrou Jarbas Valente, que participou de evento realizado em São Paulo pela Telcomp/Brasscom. “Queremos melhorar essas regras, deixa-las mais claras e para isso estamos trabalhando em parceria com o Nic.br”, comentou. A Anatel também está fazendo uma licitação para contratar um sistema, que será instalado em seu servidor, e permitirá que os técnicos da agência monitorem a rede das operadoras e identifique problemas no acesso ou de velocidade, menor que a contratada pelo usuário.

“Esse sistema, usado por outras agências reguladoras, como a Anacom, de Portugal, vai medir também a qualidade do serviço, até a entrega e, a partir daí, o NIc.br tem condições de monitorar”, explicou o superintendente. Esclareceu ainda que com o sistema a Anatel terá condições de fazer a interface com os servidores para verificar onde está um eventual problema na rede. Segundo Valente, serão monitoradas todas as redes de dados – tanto das concessionárias quanto de operadoras de TV por assinatura que prestam serviço de banda larga. Com os dados, a agência poderá, futuramente, criar um ranking do acesso a internet.   

Anterior Operadoras de WiMAX pressionam por terminais baratos
Próximos Pane na Telefônica foi causada por falha no sistema de sinalização