Amplia-se a queda de braço entre emissoras e operadoras de TV


A Simba Content – que congrega Record, RedeTV! e SBT- avisa que vai tirar seus canais de todas as operadoras de TV paga porque elas não aceitam pagar pelo conteúdo. Mas a ABTA (que representa as operadoras) informa que nem todas as empresas foram procuradas e sequer sabem o valor que está sendo pedido. Em Brasília, a NET tirou a programação do ar.

shutterstock_Peshkova_Consumidor_Economia_Concorrencia_Competicao_Disputa

A queda de braço entre as emissoras de TV aberta – Record, SBT e RedeTV!, reunidas na Simba Content-, e as operadoras de TV chegou ao grande público com a troca de mensagens institucionais por parte dos dois lados. Desde ontem as empresas de radiodifusão veiculam a informação a seus telespectadores  que a partir de amanhã, 29 de março, os seus canais deixarão de ser exibidos simultaneamente pelas principais operadoras de TV paga: NET, Claro, Embratel, Vivo, Oi e Sky.

E justificam: “essas empresas ainda não concordaram em pagar pelos direitos de transmissão do sinal digital de RecordTV, RedeTV! e SBT, ao contrário do que já fazem com os canais estrangeiros e com outras emissoras nacionais”.

Mas a ABTA – entidade que representa as operadoras de TV paga – divulgou nota oficial ontem, 27, alegando que a maior parte das operadoras de TV por assinatura  “sequer recebeu uma proposta comercial da Simba até esta data”.

Se nem todas as empresas receberam qualquer proposta para começar a negociar o preço desses canais – pelo menos o grupo América Móvil (que congrega as operadoras Claro, NET e Embratel) – está informando a seus assinantes que esses  canais vão mesmo sair de seu line up.

Em Brasília, a NET deixa de transmitir esses canais a partir de hoje, 28, conforme o comunicado da empresa. Em todos os informes, porém, os dois lados afirmam que “continuam a negociação em busca de um acordo”.portal-telesintese-comunicado-net-tv-aberta-digital

O que mudou, afinal?

A lei do SeAC (TV paga) acaba com o must carry dos canais da TV aberta a partir do momento em que esses canais se transformam em digitais. O must carry é a obrigação que as operadoras de TV paga têm de carregar, gratuitamente, todos os canais de TV aberta em sua grade de programação.

A partir da nova lei, as emissoras de TV passam a ter mais poder de barganha, com a transição para o sinal digital. E passam a ter duas opções para a sua programação: fazer com que as operadoras transmitam os seus sinais gratuitamente ou passem a vender esse conteúdo para as teles. As três emissoras criaram essa nova empresa – a Simba Content – justamente para aumentar o seu poder junto às teles e forçar a venda de seu conteúdo.

E a questão é que essas emissoras estão exigindo um preço muito alto por assinante – comenta-se que o valor é de mais de R$ 10,00 por cliente – preço esse que não está sendo aceito pelos grupos que já receberam a proposta. Agora, as emissoras, ao comunicar a seus telespectadores que deixarão todas as operadoras de TV paga, estão querendo provocar um constrangimento nacional e forçar assim a aquisição de seus canais sob suas condições.

Novos lances ainda ocorrerão até amanhã, quando sairão do ar os sinais analógicos dessas TVs, passando a ser totalmente digital na região metropolitana de São Paulo, o maior mercado de TV paga, e por isso mesmo o de maior interesse das emissoras, que contam com a TV paga para financiar os seus combalidos caixas.

 

Anterior Fazenda critica PLC 79 e propõe manter concessão em cidades sem competição
Próximos Diminui prejuízo do Serpro

23 Comments

  1. Vagner Ornelas
    28 de Março de 2017

    E no caso da Claro Livre e Sky Livre, os usuários também serão prejudicados pelo fim do must carry ? Seria um retrocesso enorme, já que muitas pessoas abandonaram as parabólicas analógicas enormes (Banda C) em função dos canais presentes na Banda Ku de serviços como Claro Livre e Sky Livre. Nem todo mundo está em uma área que oferece cobertura da TV Digital ISDB-T.
    E se as operadoras realmente pagam alguma coisa para outras emissoras de tv aberta, deveria ter um tratamento de igualdade perante os demais canais.

  2. Cássio Alves Machado
    28 de Março de 2017

    E como ficam os partidos políticos e o Governo Federal com suas propagandas? Cerca de 15 milhões de assinantes não terão acesso ao horário político gratuito e propaganda do Governo Federal nas emissoras do SIMBA. E porque as tvs e as operadoras aceitam propaganda política gratuita? Não deveriam cobrar para veicular essas propagandas também? Porque os políticos religiosos ligados a Igreja Universal e Record TV não revogam essa lei absurda e anti democrática que obriga as emissoras de rádio e tv a veicular propaganda política gratuita?

  3. Matheus DIlon
    28 de Março de 2017

    Não é injusta a cobrança. A palhaçada é acharem que os três canais valem R$15 por assinante/mês!!! Por 15 canais a Globo+Globosat cobram dos assinantes R$20/mês e por 7 canais o Grupo Fox cobra R$4/mês!! Fazendo um cálculo por canal e levando em conta a qualidade da produção, se eu fosse uma operadora, me recusaria a pagar mais que R$1,50 por assinante pelo sinal dos três canais.

    Enquanto a SKY Livre e Claro Livre, isso realmente vai ser um problema. Fora a NET e VIVO Fibra que não podem instalar uma antena receptora de sinal digital na casa de todos os clientes.

    Que a guerra comece!!

    • Leymar
      29 de Março de 2017

      O ponto principal e que você se esqueceu é a audiência. Por pior que possa até ser a programação das emissoras citadas, as 3 juntas se equivalem praticamente a Globo em audiência. Em algumas situações até ultrapassam. Essa é a força da Simba. Sem questionar a qualidade da programação, mas o povo de um modo geral tanto em questão de gosto televisivo, musical e político no Brasil deixa muito a desejar, e por isso essa massa popular de audiência. Inclua-se qualidade duvidosa a Globo também amigos Globistas. Assitam a TV cultura ou leiam livros.

      • Matheus Dilon
        29 de Março de 2017

        E o que vc esquece de levar em consideração é que o sinal dos canais Simba é gratuito nacionalmente por UHF, TV Digital ou Parabólica! Por isso o preço dos canais precisam estar mais alinhados à realidade. Se o preco médio cobrado por canal pela Globosat+Globo é de R$1,30, por que a Simba quer R$5,00 por canal? Basta uma chamada das operadoras falando que esses canais querem cobrar R$15/mês de cada assinante que todos se voltarão com ódio da Simba!

  4. Sabrina Vasconcelos
    28 de Março de 2017

    Serio mesmo,alguem em seu juizo normal faz questao desses canais ????

  5. 29 de Março de 2017

    A questão é um comum a todos! A audiência é enorme, não se enganem falando que não assistem, que não faz diferença! Deixem de pensar pequeno. Muitas pessoas assistem esses canais, que possuem sim conteúdo interessante para adultos e crianças. É muito injusto as operadoras faturarem em cima dessas TV’s e não retornarem nada para as mesmas. Não faz sentido! Que se aplique a mesma regra a todos. Sou assinante NET HD já faz 7 anos e caso não mantenham o canal, irei cancelar meu contrato.

    • Matheus Dilon
      29 de Março de 2017

      O sinal desses canais é gratuito! Por que raios eu tenho que pagar R$15/mês pra ter essa porcaria na televisão? Quer assistir? Coloca uma espinha de peixe/parabolica na sua casa e liga na TV! Eu heim! Como é q alguém pode ser a favor de pagar um valor desses pra um conteúdo gratuito?!

  6. Alberto
    29 de Março de 2017

    Isso é fácil de resolver.
    As operadoras criam mais um pacote de canais, onde teriam esses três canais, e cobrem por esse pacote, o valor que a Simba está exigindo. Quem quiser te-los, que contratem esse pacote.
    Acredito que depois dá baixíssima adesão dos clientes à esse novo pacote, as emissoras vão pedir desculpas, e desistir dessa ideia.
    E se eu fosse uma​ das operadoras, depois desse mico, passaria a cobrar dessas emissoras, para disponibilizar o sinal delas no pacote básico.

    • Matheus Dilon
      29 de Março de 2017

      Falou muito bem, Alberto!

  7. ricardo souza
    29 de Março de 2017

    respeito a opinião de todos os colegas… mas a verdade é só uma … as operadoras não querem tirar dinheiro do seu próprio bolso,, querem que o cliente pague e a cada ano vão se enchendo de grana e ficando cada vez mas rico.. e o povo cada vez mas pobre… essa é a verdade.. alem de ter pacotes caríssimos e a programação nao vale nada tudo se repete todo ano, ou é so a minha que fica repetindo filmes todos os anos… não tem um filme bom nisso… nen comprando tem… so tem merda…

  8. Juvenal
    29 de Março de 2017

    Por favor antes de criticarem os três canais leiam, nem tudo o que publicam é verdade as operadoras estão com medo de perder seus clientes e colocam a bola de neve na mão das emissoras, Sendo que na Verdade há muita coisa por trás de tudo isso, isso se chama Poder, só pensem um pouco!

    • Matheus Dilon
      29 de Março de 2017

      Juvenal, e as parabólicas lucraram até hoje com o que?!?!

      Então é assim:

      1) As emissoras chegam de mansinho, negociam sinal grátis nas TVs Pagas (Que nunca precisaram desses canais pra ter audiência) e ganham mais espaço.

      2) Na hora que o povo percebe que não precisa mais trocar da TV Paga para a Parabólica/TV Aberta, a audiência “aumenta” nas operadoras e os lucros publicitários delas também.

      3) Depois de estarem nos holofotes, os três canais resolvem dar um chilique e agora querem que o sinal GRATUITO vire PAGO pelos assinantes! (valor surreal diga-se de passagem!)

      Se eu fosse a ABTA + SKY tirava esses canais podres e deixava morrer à míngua!

      A SKY fez exatamente isso (não negociou) quando a MTV começou a dar piti e distribuir seu sinal nas parabólicas. (e olha q a MTV tinha um conteúdo diferenciado) O que aconteceu? A SKY nunca perdeu um mísero assinante por conta da MTV e a mesma acabou FALINDO!

      Acho bom essa Simba abrir o olho! Se conseguir R$1,50 por esses três canais é MUITO! Se eu fosse dono de operadora só entrava na minha “à la carte”

  9. ramon
    29 de Março de 2017

    nunca assisti esses canais… e foi boa a ideia de oferecê-los por pacote extra.. quem quiser assina… aposto que a adesão vai ser ridicularmente baixa. Agora, querer imputar mais um custo ao assinante para ter essas porcarias de canais….

  10. Rubens
    29 de Março de 2017

    Matheus Dilon, concordo plenamente com tudo o que voce disse, por mim essas emissoras podem falir todas…

    E mais uma informacao: a Globo recebe das operadoras porque distribui uma cesta com quase 50 canais pagos, atraves da Globosat. O canal Globo é apenas mais um. Mesma coisa a Bandeirantes, que recebe das operadoras porque distribui canais como BandNEWS, Band Sports e Arte1.

    Ja essa Simba está oferecendo APENAS 3 canais abertos gratuitos, mas quer receber das operadoras como se fossem alguma Globo… Definitivamente elas nao valem mais do que alguns poucos centavos cada uma, se nao aceitarem, que sejam expulsas da tv paga!…

    • Sidnei Gomes
      1 de Abril de 2017

      Ocorre que, as produções custam muito caras, logo, ninguém pode ser tão ingênuo , e tonto, pra não saber que as operadoras lucram com emissoras abertas e fechadas, tem que ser justo, não é porque uma das emissoras pertencem a igreja que, alguém deve ter ojeriza, e diga-se de passagem, a Record esta voltando com programação para as familias que tem admiração pela descência, ao contrario de outras que despejam novélas mergulhadas na promescuidade e nem sou evangélico, mas tenho apreço pela moral, o bom carater e pela descencia, se é que me entendem.

  11. Mario
    29 de Março de 2017

    eu quero esses canais de volta no meu pacote ,quando eu assinei o contrato os canais estavao no pacote,e agora querem corta osinal.

  12. Lucas
    30 de Março de 2017

    Eu acho que foi um tiro no pé aí mais da record que bloqueia o sinal hd na parabólica e depois nas operadoras ela vai se dar mal

  13. mateus moreira
    30 de Março de 2017

    Foi uma atitude inconsequente e arrogante, um tiro no pé para essas 3 redes. E não adianta elas ficarem orientando o público para “processar” as operadoras, porque a decisão de cortar o sinal foi das redes e não das operadoras. E o assinante ainda corre o risco de ligar para cancelar e ter de pagar a multa de cancelamento antecipado, devido ao contrato de fidelidade. As operadoras não têm mais obrigação de transmitir TVs abertas, como era antes, ou seja, as operadoras transmitem os canais que quiserem. Por outro lado, todos podem sintoniza-las através da tv aberta digital grátis.
    E a RedeTV, na sua ganância sem limites, aluga mais de 12 horas por dia de programação para as igrejas. Ela é que deveria pagar para estar com sinal nas operadoras de tv paga!

  14. Luzia Rodrigues
    30 de Março de 2017

    Eu acho tudo isso uma safadeza de ambas as partes porque minha antena e claro livre e tambem cortaram o sinal entao nao e so tv por assinatura e tudo muito louco e sujo

  15. 30 de Março de 2017

    Para mim, esses canais não agregam em nada

  16. manuelaalmeida793@gmail.com
    3 de Abril de 2017

    de que adianta vc compra a antena espinha de peixe de onde vc mora não tem sinal digital se vcs não liberam os canais record;sbt nas tvs pagagas de nada vai adinantar vc com pra esses produtos digitais se na sua região não tem sinal isso de 98 por cento de sinal e uma grande mentira.

    • Matheus Dilon
      3 de Abril de 2017

      O sinal só será cortado nas localidades com TV Digital!