America Net quer crescer em 40% no atendimento a órgãos públicos


A America Net, operadora de telefonia fixa e transmissão de dados em alta velocidade, anuncia a criação de uma nova divisão comercial voltada a instituições governamentais. A nova área irá oferecer atendimento especializado com uma equipe  dedicada em análise de contratos e licitações para atender a órgãos públicos, prefeituras, câmaras municipais, entre outras instituições. De …

A America Net, operadora de telefonia fixa e transmissão de dados em alta velocidade, anuncia a criação de uma nova divisão comercial voltada a instituições governamentais. A nova área irá oferecer atendimento especializado com uma equipe  dedicada em análise de contratos e licitações para atender a órgãos públicos, prefeituras, câmaras municipais, entre outras instituições. De acordo com Daniel Ribeiro, gerente de Marketing da America Net, a nova área tem a missão de identificar as necessidades que as instituições públicas possuem fornecendo o que há de melhor em telefonia fixa, longa distância nacional a partir do CSP 85 e transmissão de dados.

“Com o crescente foco em melhorias na gestão pública, a área de governo é um mercado em franca expansão, e assim como as empresas privadas, também demandam atendimento diferenciado, preço justo e qualidade. Além disso, exigem profissionais que entendam as dificuldades e os tramites internos desses órgãos. Investir na formação de uma equipe exclusiva para atendimento a órgãos públicos mostra a maturidade da empresa em criar soluções cada vez mais eficientes e que atendam as demandas do setor”, explica.

A America Net que já atende a várias instituições públicas em diversas cidades do país planeja ampliar em breve sua participação neste mercado, e projeta um crescimento em torno de 40% no atendimento ao setor público projetado para próximo ano. “Nosso objetivo é oferecer ferramentas inteligentes que beneficiem não somente os órgãos públicos, mas a população em geral que depende destas instituições”, concluiu.(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Governo abre consulta pública para contratação conjunta de serviços de telefonia
Próximos Sem acordo, votação do Marco Civil da Internet na Câmara é adiada.