Alvo de operação da PF, Kassab é suspeito de receber R$ 58 milhões


Valor teria sido repassado pela J&S em troca de apoio a projetos que beneficiassem a empresa e para comprar apoio do PSD ao PT nas eleições de 2014. Kassab diz que seus atos sempre “seguiram a legislação”

A Polícia Federal realizou na manhã desta quarta-feira, 19, uma operação de busca e apreensão na casa de Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e futuro chefe da Casa Civil do governo de João Dória, em São Paulo. No local, encontrou e confiscou R$ 300 mil em espécie.

Conforme a petição para as buscas encaminhada ao STF pela procuradora-geral Raquel Dodge, Kassab teria recebido R$ 58 milhões entre 2010 e 2016 – período em que foi prefeito de São Paulo e ministro do governo Dilma Rousseff. Do valor total, ele teria embolsado R$ 30 milhões via pagamentos mensais de R$ 350 mil.

O restante, R$ 28 milhões, teria sido repassado para o diretório nacional do PSD, partido que fundou e comanda. Neste caso, Dodge diz que houve doações oficiais de campanha, quitação de notas fiscais falsas e entrega de dinheiro em espécie. Também teriam se beneficiado do esquema um político do Rio Grande do Norte e um deputado, ainda não revelados.

Dodge afirma que parte do valor foi recebido em contrapartida pelo apoio do PSD ao PT nas eleições de 2014 e também por defender interesses do grupo J&S. A procuradora instaurou inquérito para apurar a prática dos crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica eleitoral. As medidas cautelares foram determinadas pelo relator do caso no STF, o ministro Alexandre de Moraes.

Kassab diz confiar que os fatos serão esclarecidos. “O ministro confia na Justiça brasileira, no Ministério Público e na imprensa, sabe que as pessoas que estão na vida pública estão corretamente sujeitas à especial atenção do Judiciário, reforça que está sempre à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários, ressalta que todos os seus atos seguiram a legislação e foram pautados pelo interesse público”, afirma, em nota enviada por sua assessoria de imprensa. (Com Agência Brasil)

Anterior Anatel publica novos valores das chamadas fixo-móvel
Próximos Demora do governo em aprovar PGMU obriga a Oi a renegociar acordo com investidores