Alterado o PPB de fibras ópticas


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior publicou, nesta sexta-feira (5), a nova versão do Processo Produtivo Básico (PPB) para fibras ópticas. A principal mudança é a dispensa de 20% do processamento físico-químico que resulte na obtenção de preforma pela fabricante. Ela poderá comprar de terceiros, desde que produzidos no país.

Para as demais etapas da produção – puxamento da fibra, testes e embalagem – ficam mantidas as regras atuais. Os mesmos critérios do PPB valem para a produção de fibras na Zona Franca de Manaus.

Anterior Oi poderá participar, mas não votar na assembleia da PT
Próximos WxBR acredita em implantação do LTE em 450 MHz ainda este ano