Alierta reafirma compromisso com o Brasil a Lula


O presidente mundial da Telefónica, César Alierta, esteve nesta quarta-feira (1º) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para reafirmar o compromisso do grupo em continuar investindo no Brasil, onde concentra mais de 70 milhões de clientes, nos serviços de telefonia fixa e móvel, maior contingente entre os 24 países onde atua. Segundo ele, o grupo investiu cerca de 37 bilhões de euros no Brasil desde 1998, entre compra de ativos e investimentos na ampliação e modernização das redes das empresas adquiridas.

Alierta frisou que apenas em 2010 a Telefônica está investindo R$ 2,3 bilhões na modernização e expansão de redes. A Vivo, adquirida pelo grupo em julho, tem investimentos previstos de R$ 2,4 bilhões, o que eleva para R$ 4,7 bilhões os investimentos no país este ano.

A aquisição do controle da Vivo da Portugal Telecom, que custou 7,5 bilhões de euros à Telefónica, foi outro tema tratado no encontro. Alierta se comprometeu a comprar as ações ordinárias de acionistas minoritários, se eles quiserem vender suas participações, o que pode acrescentar outros 800 milhões de euros ao negócio.

Sobre a reestruturação do grupo no Brasil, o presidente da Telefónica disse que aguarda a anuência prévia da Anatel para realizar as adequações necessárias à junção da Telefônica e da Vivo. O presidente da Telefónica Latino-americana, José María Alvarez-Pallete, e o presidente da Telefônica no Brasil, Antonio Carlos Valente, participaram do encontro.

Alierta disse ainda que, com a fusão das duas empresas, o grupo se tornará o maior empregador privado do país, com perto de 100 mil contratados diretos. As empresas também são as maiores contribuintes privadas do Brasil. Em 2009, as duas companhias, considerando apenas os 50% da Vivo que a Telefónica detinha então, recolheram R$ 10 bilhões em tributos aos cofres públicos.

Anterior Contax compra Ability
Próximos Emanuel Carneiro, da Rede Itatiaia, assume a Abert