Algar e WDC lançam TV para provedores regionais


A Algar Telecom e a WDC Networks, distribuidora de produtos Wireless e FTTH, anunciaram nesta terça-feira (31) um serviço de TV Paga para provedores de internet regionais chamado ISP TV. A solução já conta com três pilotos, um deles em Nova Friburgo, realizado pela Gigalink, cujo diretor classificou a oferta como TV OEM (Original Equipment Manufacturer), uma vez que poderá reimpacotar a TV da Algar e entregar em forma de pacote juntamente com a banda larga.

A idéia é aproveitar o relacionamento da WDC com os provedores regionais para ampliar a venda do serviço de TV da Algar, que se encarrega da programação. A WDC fornecerá  equipamento necessário para a operação e apoio a definição de rede. Para vender set-top-box aos futuros clientes, a distribuidora terá operação de montagem no Brasil.

O acordo é uma forma da Algar, ampliar sua base de 104 mil assinantes e reduzir o valor dos acordos com programadores. Atualmente a empresa de telecomunicações adquire conteúdo por meio da NeoTV e a ampliação dos clientes deve se refletir em maior capacidade de negociação da associação, segundo avaliação de Osvaldo Carrijo, diretor comercial da companhia.

Os provedores de internet regionais precisam ofertar TV paga para competir com as grandes operadoras e seus combos. Até o momento, 600 provedores já comunicaram interesse em usar o ISP TV, de acordo com Vanderlei Rigatieri Jr., diretor geral da WDC. A expectativa das companhias é ter 100 operadoras regionais já ofertando o ISP TV até o final do ano.

A oferta será restrita a apenas um provedor em municípios com menos de 100 mil habitantes e aberta a todos interessados em cidades maiores. Para adquirir o ISP TV os operadores se comprometerão com um acordo de nível de serviço (SLA) e devem ter determinada capacidade de instalação.

A Algar oferecerá o pacote de TV por um preço fixo a todos os operadores, mas estes terão liberdade na criação de pacotes com internet. Para facilitar o contato com os provedores, as empresas parceiras disponibilizarão um portal na internet. “Estamos criando ferramentas para fazer as coisas de forma simples e ágil. Pelo portal o provedor fará interação conosco”, explica Rigatieri.

Pilotos
O modelo de ISP TV foi testado em três municípios: Nova Friburgo (RJ), oferecido pela Gigalink; Caxias do Sul (RS), oferecido pela BitCom e Maringá (PR), pela iSuper. Os três projetos iniciais devem juntos garantir 7 mil assinaturas de TV.

O lançamento do ISP TV ocorreu durante o Congresso da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA).

Anterior Globo não abre mão da licença de TVA e Anatel manda emissora sair do controle da NET e da Sky
Próximos TIM espera liberação de vendas para os próximos dias