Airbus vai fabricar SES-10


 

A SES anuciou nesta quinta-feira (20) a escolha da Airbus Defence and Space (antiga Astrium) para construir seu novo satélite, o SES-10, que expandirá a capacidade da empresa na América Latina e no Caribe. O equipamento contará com feixes de alta potência adaptados para prover serviços de conectividade de banda larga empresarial e de transmissão TV por DTH. A cobertura do SES-10 inclui México, América Central, América do Sul e Caribe. O SES-10 é a 10ª espaçonave encomendada pela SES à Airbus Defence and Space.

O SES-10 será posicionado na localização orbital 67 graus oeste, conforme preconiza o acordo entre a Comunidade Andina e a SES, que dispõe sobre o uso de rede de satélites Simon Bolívar 2. O feixe projetado especificamente sobre os Estados-Membros da Comunidade Andina, combinado com o seu ângulo de elevação ideal, representa uma proposta única para operadores de telecomunicações, empresas de radiodifusão e provedores de serviços para os países andinos.

O lançamento deverá ocorrer a bordo do foguete SpaceX Falcon 9. Com 50 transponders de banda Ku de alta potência, o SES-10 substituirá os satélites AMC-3 e AMC-4, que atualmente ocupam a posição orbital 67ºW, e também aumentará a capacidade disponível na localização. A SES tem prestado serviços nesta posição a clientes latino-americanos desde 2010. (Da redação)

Anterior Crédito de pré-pago do celular terá validade mínima de 30 dias
Próximos Oi: posição dos sócios estatais só será conhecida dia 25 de março