Airbus fabricará 900 satélites para a OneWeb


A Airus foi escolhida pela OneWeb para fabricar sua constelação de satélites de órbita terrestre baixa (LEO, na sigla em inglês). Esses equipamentos – também conhecidos por micro-satélites – são pequenos, mais leves, menos poderosos e capazes de cobrir áreas menores que os satélites geoestacionários, por isso, usados em maior quantidade.

Diagrama da cobertura de satélite pretendida pela OneWeb
Diagrama da cobertura de satélite pretendida pela OneWeb

A OneWeb foi fundada por Greg Wyler em 2012. Antes, ele fundou a O3b, adquirida pela SES, com participação de bancos, fundos e do Google. Wyler tem como sócios a Qualcomm e o Virgin Group. A ideia por trás da empresa é fornecer internet em áreas com pouca cobertura de telecomunicações, promovendo a inclusão digital. Os planos são de lançar a constelação até 2019, e fornecer conectividade comercial também para companhias aéreas ou veículos que se deslocam em terra. Outra estratégia é usar a rede de satélites para conectar small cells em locais remotos.

A Airbus vai fabricar 900 satélites, com peso inferior a 150 kg cada. Parte destes satélites, cerca de 200, é sobressalente. Uma vez instalada, a constelação será capaz de levar conexões de até 10 Tbps a zonas rurais, segundo a empresa. Os artefatos realizam o link via banda Ku. A fabricação vai exigir a uma linha dedicada de montagem, instalada nos Estados Unidos. O valor do negócio não foi revelado. O projeto da OneWeb é estimado em US$ 1,5 a US$ 2 bilhões. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Facebook anuncia VP para a América Latina
Próximos Governo vai colocar em consulta estratégia de governança digital