AGU acredita em acordo com a Oi antes da próxima AGC


grace-mendonca-agu-foto-renato-menezes-divulgacao

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, mostrou-se otmista com o adiamento da assembleia geral de credores da Oi. Marcada para acontecer nesta sexta-feira, 10, a AGC foi adiada para 7 de dezembro. Com o novo prazo, a advogada acredita que chegará a um acordo sobre como tratar a dívida da operadora com a Anatel e bancos públicos no âmbito da recuperação.

“Acredito ser possível apresentar algo antes da primeira data [7 de dezembro]. Estou bastante otimista. Com esse fôlego que se ganha, nossa expectativa acaba se renovando em, enquanto agentes públicos, não permitir a interrupção do serviço, com segurança jurídica, em um caminho para uma Oi sustentável”, falou na tarde desta quinta-feira, 9, a jornalistas, em Brasília (DF).

Ontem, Mendonça se reuniu com o juiz Fernando Viana, que julga o processo de recuperação judicial da Oi. Durante o encontro, eles conversaram sobre o andamento dos trabalhos e plano de recuperação apresentado pela tele. A ministra, no entanto, nega ter pedido qualquer adiamento da assembleia.

“O plano apresentado hoje ainda exige algum nível de trabalho. Mas, no contexto geral, pode ser deliberado em assembleia. O grande desafio é trazer para os créditos públicos uma solução mais adequada”, afirmou a advogada-geral. Corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ) ação da AGU pedindo que os créditos públicos sejam retirados do âmbito da recuperação judicial, sem data para ser julgada.

Anterior Banda larga fixa: decisão sobre limite de dados fica para 2018
Próximos Kassab admite preocupação com demora na solução da Oi