Agências dos Correios vão oferecer serviços públicos federais


As agências dos Correios, muitas delas subutilizadas com a redução do volume de cartas, impressos e telegramas, podem ganhar uma nova função: se transformar em pontos de oferta de serviços públicos federais a exemplo da Rede Poupatempo que presta serviços no âmbito do estado, em São Paulo, ou do Na Hora, no Distrito Federal. Para isso, foi assinado hoje, durante o Futurecom 2015, um convênio entre Correios, Telebras e Serpro.

A proposta é reunir nas agências dos Correios diversos serviços públicos como emissão de documentos, quitação de dívidas com a União, emissão de declarações e de certidões públicas, cadastramento em programas sociais do Governo Federal, emissão de passaportes, serviços do Detran, constituição de pequenas empresas, entre outros. Para isso, as empresas envolvidas deverão realizar um piloto que deve começar ainda este ano.

Para desenvolver o projeto, que busca levar cidadania a todos os brasileiros nos municípios mais distantes de forma ágil e desburocratizada, as três empresas vão somar suas expertises. Os Correios entram com a capilaridade de sua rede de agências, a Telebras com sua experiência no provimento de redes seguras e o Serpro com seu conhecimento na área de Tecnologia da Informação.

O termo de compromisso foi assinado pelos presidentes presidentes da Telebras, Jorge Bittar, dos Correios, Wagner Pinheiro, e do Serpro, Marcos Mazoni. (Com Assessoria de Imprensa)

Anterior Huawei fecha acordo com a Abranet para levar tecnologia GPON para ISPs
Próximos Anatel dá novo recado: acesso a internet não é regulado e rentabilidade é escolha empresarial