Aeronáutica transfere tecnologia de veículo lançador para Avibrás


O VSB-30 é o foguete de maior sucesso do Programa Espacial Brasileiro, e já fez 31 lançamentos bem-sucedidos. A Avibras poderá industrializar e comercializar o lançador, além de adicionar inovações tecnológicas.

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica e o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) assinaram com a Avibrás contrato de transferência de tecnologia do fogute VSB-30, o veículo de maior sucesso no Programa Espacial Brasileiro, com 31 lançamentos bem-sucedidos.
Esse lançador for desenvolvido pelo IAE, ainda como resultado do acordo de cooperação entre o Brasil e a Alemanha, que em 2019 completou 50 anos.  A partir desse acordo, a Avibras poderá industrializar e comercializar o foguete e adicionar aperfeiçoamentos tecnológicos para manter a o veículo competitivo internacionalmente.
O VSB-30 é lançado por sistemas de trilhos, estabilizado por empenas e possui indutores de rolamento que são acionados quando o veículo deixa os trilhos e que contribuem para a estabilidade durante o voo.
Este veículo possui 2 estágios a propulsão sólida e permite o transporte de cargas úteis científicas e tecnológicas de até 400 kg, até a altitude de 270 km e possibilita a realização de experimentos em ambiente de microgravidade durante 6 minutos.
Por essas características, o VSB-30 possui excelente aceitação no cenário internacional de veículos lançadores suborbitais e, a partir de hoje, se tornará pioneiro no processo de transferência de tecnologia espacial no Brasil.
O contrato de transferência de tecnologia do veículo Suborbital VSB-30 do IAE/DCTA para a AVIBRAS, tem como cláusulas principais: a disponibilização da tecnologia de fabricação e integração do primeiro e segundo estágio do Veículo Suborbital VSB-30, de forma não exclusiva, à empresas que atendam requisitos de habilitação, sem custo para o acesso a tecnologia, mas com pagamento de royalties caso a empresa venha comercializa-la.
Anterior MCTIC prorroga consulta sobre estratégia de IA
Próximos Vivo e IBM lideram ranking de maturidade digital, diz pesquisa