Ações da PT caem para novo mínimo histórico


As ações da PT SGPS estão com forte queda devido a suspensão da assembleia geral da empresa, tendo já atingido um novo mínimo histórico após uma queda de mais de 12%. Ontem as ações da Oi já tinham caído mais de 13%. Os acionistas da holding decidiram adiar para o dia 22 de janeiro a decisão da venda da operadora portuguesa para a francesa Altice.

As ações da PT SGPS estão com forte queda devido a  suspensão da assembleia geral da empresa, tendo já atingido um novo mínimo histórico após uma queda de mais de 12%. Ontem as ações da Oi já tinham caído mais de 13%. Os acionistas da holding decidiram adiar para o dia 22 de janeiro a decisão da venda da operadora portuguesa para a francesa Altice.

A PT SGPS regressou à negociação na bolsa de Lisboa, ho9je, 13,  em queda acentuada, com os investidores vendendo suas ações  depois dos acionistas terem suspendido por 10 dias a assembleia geral onde vai ser deliberada a venda da PT Portugal, por parte da Oi, aos franceses da Altice.

As acções descem 7,95% para 0,66 euros, tendo chegado a recuar 12,27% para 0,629 euros, pressionadas pela evolução das ações da Oi e pela incerteza sobre a venda da PT Portugal. É um novo mínimo histórico para a cotada, que em 2015 já acumula uma descida de 17%.

As ações da PT SGPS estiveram suspensas durante duas sessões, depois da CMVM ter determinado que a empresa teria que avançar com mais informação ao mercado sobre a venda da PT Portugal, antes da AG que decorreu ontem.  ( com agências internacionais). 

 

 

Anterior Planejamento muda regra de contratação de TIC publicada em 2014
Próximos Vivo faz parceria com Danone em serviço de dicas sobre alimentação