Ações da Oi caem à espera do preço final do bookbuilding


A Oi deve divulgar ainda nesta segunda-feira (28) o preço de suas ações para concretizar a operação em que pretende levantar ao menos R$ 8 bilhões, com intuito de concretizar sua fusão com a Portugal Telecom. Até o final da tarde a demanda por papéis da operadora era considerada alta por analistas de mercado e a previsão deles é de que os valores ficarão no piso da faixa indicativa, entre R$ 2 e R$ 2,30. Isto porque, o processo feito por bookbuilding, que permite com que os investidores institucionais digam a que preço pretendem comprar as ações oferecidas ao mercado, acelera a desvalorização das ações.

Em função disso, as ações da Oi caíram fortemente no Ibovespa, chegando a perdas de 5,98% dos papéis PN. Na avaliação dos analistas, o objetivo dos investidores era ganhar com a venda das ações, que iniciaram o dia com valores em torno de R$ 2,44. Na avaliação de todos, neste processo, os minoritários são os grandes perdedores, pois a Portugal Telecom, que vai ingressar com uma participação fixa, avaliada pelos seus ativos, em mais de R$ 4 bilhões, obrigará a uma forte diluição do capital da operadora.

A operação de oferta bilionária prevê a oferta de um lote inicial com 5,75 bilhões de ações e o volume de papéis na operação pode alcançar até 7,75 bilhões com os lotes suplementar e adicional. Até agora, a demanda de investidores atingiu R$ 10 bilhões, afirmaram analistas.

Cada ação ordinária da Oi será trocada por uma ação da CorpCo e cada ação preferencial da Oi será trocada por 0,9211 papel da CorpCo.  A negociação dos novos papéis da operadora deverá ser iniciada amanhã (29) na bolsa de Nova York e quarta-feira (30), na bolsa de São Paulo.(Com agências)

Anterior Sociedade poderá contribuir para elaboração do planejamento estratégico da Anatel
Próximos Saúde vai abrir sistemas do DataSUS para os municípios a partir de junho