Ações da dona da Nextel sobem com notícia de intenção de venda da operação brasileira


As ações da  NII Holding, dona da Nextel do Brasil, tiveram alta de 14% hoje, 28, depois de notícia publicada pela agência de notícias Reuters, de que a empresa contratou adviser para vender a operação brasileira. Conforme a reportagem, a NII Holding contratou o grupo Rothschild para assessorar na venda de 70% das ações que possui.

Entre os potenciais interessados, a Reuters lista o grupo Telefônica Brasil e os acionistas minoritários da Nextel, formados pela indústria credora da operadora, reunidos na Access Industries, que detém 30% do controle da empresa.

A Telefônica listada entre uma das potenciais candidatas,  atualmente teria problemas em adquirir a Nextel, visto que as frequências, um de seus maiores ativos, não poderiam ficar com o grupo, pois acabariam extrapolando o atual teto permitido pela Anatel.

A Nextel é dona de 20 MHz de espectro em 1,9 e 2,1 GHz em todo o país. Frequências estas que poderiam ser usadas por redes 3G e 4G. Em São Paulo, a empresa tem 30 MHz no 1,8 GHz, e 20 MHz da faixa no Rio de Janeiro, partes do Nordeste, Norte, Espírito Santo e Minas Gerais. Também tem a banda 27, que era usada com tecnologia iDEN e não funciona em celulares convencionais disponíveis no mercado. Mas para manter  essa frequência em seu poder, terá que pagar R$ 69 milhões à Nextel, e a empresa ainda não confirmou seu interesse.

A Nextel possui atualmente cerca de 3 milhões de clientes, mas tem apresentado prejuízos constantes. Em recente entrevista ao Tele.Síntese, seu atual presidente, Roberto Rittes, afirmava que o seu foco eram os clientes da classe C do Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Anterior Substitutivo ao PL das agências recebe 16 emendas
Próximos Solução de célula de combustível reduz custo das telecomunicações rurais