Acision quer melhorar experiência do usuário no uso de SMS


Melhorar a experiência do usuário e a interoperabilidade do serviço com as redes 4G são as apostas da Acision para avanço do SMS no Brasil em 2013. A expectativa da empresa é de que as comunicações por meio de mensagens curtas pelo celular ainda têm espaço para crescer no país, especialmente na área de comunicação em serviços de utilidade pública (saúde, educação e defesa civil, por exemplo) e no compartilhamento de textos em grupos (Group Messaging), transformando o serviço em rede social, ou enriquecendo as mensagens com a inserção de vídeos (MMS).

A presidente da empresa para a América Latina, Fátima Raimondi, afirma que estudos apontam crescimento entre 3% e 5% do SMS na região, ao contrário do que já se verifica em mercados mais maduros, onde já há declínio do serviço. “A penetração de smartphones, que podem usar outros serviços de mensagens como IM (mensagens instantâneas, na sigla em inglês) e OTT’s (Over The Tops), ainda é pequena no Brasil”, justifica. Além disso, argumenta que o fato de não depender da banda larga, garante a sobrevivência do SMS.

Fátima sustenta que o maior empecilho para crescimento do uso desse serviço de valor agregado no país, que era o preço, começa a ser equalizado pelas operadoras móveis, que passaram a adotar formas criativas de cobrança do serviço. “O faturamento por dia ou desconto entre mensagens de assinantes da mesma operadora são alguns dos modelos de faturamento que as celulares estão usando com sucesso para incentivar seu uso”, disse.

Para as operadoras, a Acision prevê o aperfeiçoamento do serviço da plataforma do serviço em nuvem. “Por meio dessa facilidade, as operadoras não precisam ter o hardware e o software nas suas dependências, se tiver uma estrutura de cloud computing, dando maior velocidade ao serviço”, completou.

Anterior Cobertura de HSPA+ da Claro cresceu 54% em 2012
Próximos Optimus e Zon se fundem para competir com PT no celular