Acionistas da PT ganharam 11,6 bi de euros em 14 anos, dez vezes mais do que o valor da empresa hoje


A Portugal Telecom pagou para os seus acionistas cerca de 11,6 bilhões em dividendos nos últimos 14 anos, desde 2000, quando o executivo Zeinal Bava (que deixou a Oi na semana passada) ingressou na empresa, informa o jornal Diario Economico. Este montante é dez vezes maior do que o atual preço de mercado da PT e mais do que o dobro do valor de mercado da Oi.

Hoje a Oi vale pouco mais de 4,5 bilhões de euros (R$ 13,5 bilhões). Do total distribuído aos acionistas, 9,5 bilhões de euros foram entregues depois da venda das operações da TV a paga, medita adotada por iniciativa da regulação portuguesa, quando foi criada a concorrência neste segmento, como surgimento da Sonaecom.

Conforme o Valor Econômico, Bava deixou a Oi com uma indenização de 5,4 milhões de euros, a serem pagos em 36 parcelas de 150 mil euros. Ou seja, o executivo leva da operadora brasileira mais de R$ 16 milhões, valor inferior ao que o ex-presidente Francisco Valim pedia por sua saída – R$ 200 milhões, ou 66 milhões de euros. Bava terá que ficar três anos sem trabalhar em operadoras de telecomunicações.

Governo

Na sexta-feira, o primeiro ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, afirmou que o governo não vai fazer qualquer intervenção no processo de fusão entre a PT e a Oi, visto que envolve duas empresas privadas, e por isto não cabe ao governo tomar qualquer medida. Mas as incertezas quanto ao acordo aumentaram depois da saída de Bava, o artífice da fusão. Para tranquilizar o mercado, o CEO interino da Oi, Bayard Gontijo afirmou também na semana passada que não haverá mudanças de rumo na fusão das empresas. E reforçou o papel de protagonista da Oi no processo de consolidação brasileiro.

Anterior China Mobile e Deutsche Telekom criam joint-venture para carro conectado
Próximos Oi e Telemar dizem que compromissos para listar a CorpCo no Novo Mercado estão mantidos