Acionista da TI deseja fusão com Telefónica até 2011


Marco Fossati, cuja família é dona de 4,45% da Telecom Itália (TI) afirmou ontem à agência Bloomberg que deseja uma união das operações da TI com a espanhola Telefónica dentro de dois ou três anos. A fusão das duas maiores operadoras Itália e da Espanha foi sugerida depois da TI ter ampliado suas vendas de …

Marco Fossati, cuja família é dona de 4,45% da Telecom Itália (TI) afirmou ontem à agência Bloomberg que deseja uma união das operações da TI com a espanhola Telefónica dentro de dois ou três anos. A fusão das duas maiores operadoras Itália e da Espanha foi sugerida depois da TI ter ampliado suas vendas de serviços sem-fio, e de acesso à internet banda larga, que, segundo Fossati, aumentará muito o valor da TI em nos próximos três anos.

Para Fossati o cenário ideal para a TI “seria o de conseguir uma fusão com a Telefónica através da troca de ações”, e com isso, avalia o executivo, “seríamos investidores numa companhia mais forte e mais internacional”. No entanto, ele destaca que ainda há muito a se fazer para atingir este estágio, e que realizar um movimento nesta direção “não seria apropriado nesta altura".

Analistas do mercado destacaram que os comentários de Fossati reforçam a pressão sobre Franco Bernabe, administrador executivo da TI, para a retomada do crescimento da operadora, que viu seu lucro seus lucros diminuírem 19% em 2007. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Embratel deverá continuar como companhia aberta, decide Anatel.
Próximos Deutsche Telekom também é multada por poder dominante na banda larga