Acessos em banda larga fixa crescem 0,3% em julho


fiber optics background 3d image

O número de acessos à internet em banda larga fixa alcançou 32,05 milhões em julho, 0,3% a mais do resultado obtido em junho, de 31,96 milhões de acessos, conforme dados da Anatel. Foram somados 89,05 mil contratos em julho. Na comparação com igual mês do ano passado, o crescimento foi de 4,6%, coma adição de 1,42 milhăo de clientes.

A Claro, com 9,53 milhões de assinantes, continua em primeiro lugar no mercado, com participação de 29,7%. Em segundo lugar estão os ISPs que, juntos, somam 8,67 milhões de usuários, com 27.05% de Market share.  A Vivo, em 7.34 milhões de domicílios, vem em seguida, com 22,90% de participação do mercado. A Oi somou, em julho, 5,70 milhões de assinantes (17,78% do mercado).

Na comparação com julho do ano passado, o grupo de ISPs apresentou o maior crescimento quantitativo da banda larga fixa, com um saldo de 1,81 milhão de contratos (+26,49%). Entre as grandes empresas, a Claro registrou aumento de 341,42 mil de assinaturas (+3,71%). Vivo e Oi apresentaram reduções, de 248.19 mil contratos (-3,27%) e de 474,65 mil (-7,68%), respectivamente.

Em julho, a tecnologia por fibra respondeu pelo maior número de acessos, com mais de 367 mil novos contratos, enquanto xDSL perdeu 216 mil conexões. Os acessos via satélite foram o segundo preferidos, com mais 19 mil conexões.

Segundo a Anatel, quase um terço das conexões à internet no Brasil estavam acima dos 34 Megabits por segundo (Mbps), em julho. Foram contabilizados 10.99 milhões de domicílios com essa velocidade (34,29% do total), seguida das de 2 a 12 Mbps em 8,80 milhões de assinantes (27,46%), das de 12 a 34 Mbps em 7,85 milhões de conexões (24,49%). Já as velocidades de 0,51 a 2 Mbps correspondiam a 4,02 milhões de acessos (12,56%) e até 0,51 Mbps em 382,65 mil contratos (1,19%).

Anterior Procon-SP multa Google e Apple por distribuírem o Faceapp
Próximos SES lança serviço em banda Ku para atrair usuário da TV com parabólica

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *