Acesso à internet no Brasil ultrapassa marca de 40 milhões de usuários


De janeiro a março deste ano, 41,565 milhões de pessoas com idade superior a 16 anos afirmaram ter acesso à internet, considerando qualquer ambiente como cybercafé, domicílio, trabalho ou biblioteca ou escola, apontou pesquisa sa Ibope/Netratings divulgada hoje. Esta é a primeira vez que a marca de 40 milhões de pessoas com acesso à rede …

De janeiro a março deste ano, 41,565 milhões de pessoas com idade superior a 16 anos afirmaram ter acesso à internet, considerando qualquer ambiente como cybercafé, domicílio, trabalho ou biblioteca ou escola, apontou pesquisa sa Ibope/Netratings divulgada hoje. Esta é a primeira vez que a marca de 40 milhões de pessoas com acesso à rede é ultrapassada no Brasil. O número de usuários da internet representa 22,5% da população brasileira.

Em maio de 2008, 23,1 milhões de pessoas usaram a internet residencial, segundo o levantamento, maior número já atingido pela pesquisa, o que significa 29% mais que os 17,9 milhões de maio de 2007. O número de pessoas com acesso residencial à internet também é o maior desde setembro de 2000 e chegou a 35,5 milhões de pessoas em maio.

Em maio, com 23 horas e 48 minutos por pessoa, em média, 1 hora e 1 minuto mais do que o tempo de abril, o brasileiro continuou a ser o internauta residencial que mais navegou entre os dez países medidos com a mesma metodologia: além de nosso país, Estados Unidos, Austrália, Japão, França, Alemanha, Itália, Suíça, Espanha e Reino Unido. Os países que mais se aproximaram do tempo residencial médio do internauta brasileiro foram o Japão (21h34min), a França (20h23min), os Estados Unidos (19h46min) e a Austrália (18h00min).

O gerente de análise do Ibope/Netratings, Alexandre Sanches Magalhães, avalia que os dados são  positivos, e “refletem as políticas públicas de abertura de pontos de acesso à internet em escolas, bibliotecas, telecentros e muitos outros locais, além da avalanche de facilidades para adquirir computadores novos, como financiamentos em muitas prestações e equipamentos mais baratos por causa da concorrência entre os fabricantes de computador”, complementa o executivo. (Da Redação, com assessoria de imprensa, Ibope/Netratings)

Anterior Anatel pretende aprovar novo fator de produtividade no dia 3 de julho
Próximos Competição afetará vendas e lucros da Sony Ericsson no segundo trimestre