Ação da União Europeia na OMC não vai atrapalhar leilão da 4G


 

A União Europeia, embora tenha entrado com questionamento formal junto à Organização Mundial do Comércio contra a preferência à tecnologia nacional e produção local estabelecida no edital da Anatel, acusando ser esta iniciativa o resgate a uma “reserva de mercado” , não quer atrapalhar o leilão marcado para o dia 12 de junho. Pelo menos esta é a posição de seu representante no Brasil, Paulo Lopes, conselheiro de Mídia e Tecnologia da Informação e Comunicação.

 

Ao se apresentar no Rio Wireless, que acontece no Rio de Janeiro, Lopes destacou que a política da UE é a favor da liberalização do mercado, mas que os países que representa respeitam “a decisão do governo brasileiro”. O executivo considera improvável que esta questão avance na OMC antes do leilão da Anatel, cujas propostas devem ser entregues no dia 5 de junho e a abertura dos envelopes está marcada para o dia 12 de junho. ( da redação com assessoria de imprensa).

Anterior Pilhas e baterias: apenas 2% a 5% são recolhidas.
Próximos Qualcomm contrata cinco novos executivos para América Latina