Abrint prevê crescimento acima de 20% no mercado de ISP para 2020


Em 2020, os ISPs devem crescer na casa de dois dígitos, entre 25% e 30%, nos mesmos níveis que no ano passado. A previsão é do conselheiro da Abrint (Associação Brasileira dos Provedores de Internet e Telecomunicações), Basílio Perez, em entrevista ao PontoISP. Segundo ele, ainda há uma demanda grande de internet em cidades pequenas e médias e que não são atendidas pelas grandes operadoras.

Os provedores regionais encerram mais um ano com resultados positivos. Após conquistarem a marca de 7,45 milhões de acessos via banda fixa no ano de 2018, a Anatel apontou que os ISPs encerraram 2019 com 9,88 milhões de conexões realizadas, 32,5% a mais que no ano anterior, tornando-se o principal grupo provedor de internet nessa modalidade – a segunda colocada, a Claro, fechou o ano com 9,6 milhões de pontos de acesso.

Segundo os dados disponibilizados pela Agência, a região que apresentou maior aumento de conexões estabelecidas pelos pequenos provedores entre dezembro de 2018 e 2019 foi a Norte, com uma diferença de 44,1%. Em segundo lugar veio a região Sul, que contou um crescimento de 33,2% pontos de acesso, e em terceiro, a região Nordeste, com 32,4%. Em quarto e quinto ficaram as regiões Sudeste (32%) e Centro-Oeste (28,1%), respectivamente.

Foi esse crescimento dos ISPs que sustentou a alta nas conexões fixas no Brasil em 2019, com crescimento de 4,5% e 32,6 milhões de assinaturas. Perez afirma que os grandes players focam mais em trocar sua rede de cobre por fibra até em casa, ou seja, atendem basicamente os clientes que já têm, enquanto os ISPs estão sempre obtendo novos clientes. A única exceção é a Claro, que avançou em número de clientes, embora com crescimento abaixo de 1%.

Veja o texto completo no PontoISP.com.br

Anterior CCJ adia votação da PEC dos Fundos para março
Próximos Ouvidor da Anatel defende lotes menores para ISPs no leilão da 5G