leilão, martelo, compra, bolsa, ações

leilão, martelo, compra, bolsa, ações

A Associação Brasileira de Provedores de internet e telecomunicações (ABRINT) quer que a Agência Nacional de Telecomunicações adie o leilão de sobras de espectro marcado para 17 de dezembro. A associação protocolou o pedido nesta sexta-feira, 04. Na opinião da entidade, a arrecadação do leilão pode ser prejudicada ao contar com baixa participação dos provedores regionais, que tiveram pouco tempo para estudar o edital.

“A associação considera que o prazo entre a publicação do edital, que trouxe o preço das faixas, e a entrega das propostas é muito exíguo para que os provedores possam entender o mecanismo de participação, reunir a documentação e ainda formular seus planos de negócios”, defende a Abrint.

O presidente da entidade, Erich Rodrigues, observa que entre a publicação do edital e a realização do leilão existe apenas 28 dias úteis. Esse prazo na prática reduz-se a 23 dias úteis, considerando que o envelope com a proposta de preço e toda a documentação tem de estar em Brasília na sede da Anatel até o dia 10 de dezembro. Até o envio pelos Correios da proposta atrapalha os pequenos, uma vez que as propostas devem ser remetidas ao menos quatro dias antes da data do leilão para chegar à Anatel no prazo.

“É a primeira vez que a agência realiza um leilão de frequência para provedores, o que pode ampliar a oferta de banda larga em cidades pequenas e médias, por isso, o país não pode desperdiçar essa oportunidade”, conclui Rodrigues.